segunda-feira, 26 de setembro de 2016

MUNDO SEM CORAÇÃO

MUNDO SEM CORAÇÃO

Nada mais subversivo
Que plantar ateísmo no quintal
Quebrar o impressionismo
E queimar as flores do mal

A saudade de você
Traz tristeza e solidão
Por isso a minha poesia
Tem euforia de canção

O Brasil está dominado
Por uma corja sem freio
Passeata de bandidos
Golpe em todos os meios

Garotos na Síria
Sofrem numa selva de explosão
Morrendo em guerras de homens
Que não têm coração

Os Estados Unidos
Desunindo cada nação
De olho do petrólio
O tesouro afegão

Primavera árabe
Até o Egito
O Estado Islâmico
 Faz do terror o seu grito

Vão lutando e voltando
Sempre para o caos
Seja na Nigéria, Iraque
Líbano ou Laos

A caverna impera
Põe cabrestro na razão
Cérebros deformados
Na forma da religião

A política da miséria
É a mais propagada
Arrebanha na campanha
Comprando votos na estrada

Em vez de carderno
Dá diversão e cachaça
Prometendo “mundos e fundos”
E promovendo arruaça

Os bons são difamados
“Amados ou não”
Por quem faz injustiça
Com a Justiça na mão

A lei do Corão
É refrão contra a Terra
Tiros de fuzil e metralha
Granada que berra

Uma lágrima cai
Prevendo a destruição
De tudo e todos
Pela ganância em ação

Ateu Poeta
27/09/2016

terça-feira, 20 de setembro de 2016

TOM CARMIM



TOM CARMIM

Todo dia o amor
Diz ao beija-flor
O que é dor sem fim
Quando a natureza
Mostra a beleza
Num botão de jasmim

O condor
Para o pescador
É um querubim
De real leveza
Tamanha fortaleza
E tão longe de mim

Todo tocador
Finge ser ator
Ao som do clarim
Com tanta clareza
Talvez esperteza
Sob a voz de Tim

O interlocutor
É um expectador
De camarote ou camarim
Persona de firmeza
Detentor da fineza
Para o bom e o ruim

Enquanto a poesia
Encanta com maestria
Ao som do jardim
Descobre com o nobre
Além do esnobe cobre
Um parecer afim

No trabalho com afinco
Ouro vira brinco
E pólvora festim
O pobre é tão rico 
Quanto um tico-tico
Se for feliz assim

O mundo carece de franqueza
Das cartas na mesa
Tocando tamborim
Para sonhar com alegria
Dançar a sinfonia
Ópera de botequim

Com total certeza
De jamais ser alteza
A dúvida é o estopim
A revolução
Toca o meu coração
Com seu tom carmim

Ateu Poeta
20/09/2016

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

FERA DOMÉSTICA

FERA DOMÉSTICA

A diferença com os demais animais
É que o homem é uma fera doméstica
De ego estratosférico e sonhos surreias
Exagerado para o bem e também para o caos

Louco por natureza, com toda certeza
Tem a febre da razão
A paixão é sua desgraça e fortaleza
Deseja ser imensidão

Nada mais que uma fera doméstica
Doméstica, doméstica
Nada mais que uma fera doméstica
Doméstica, doméstica

Ancião mesmo antes de nascer
Apenas o medo que é de um bebê
Curiosidade sem igual
Não tem limites para amar e pra sofrer

Quer ser imortal
Mas às vezes deseja matar e morrer
Quando a asa quebra
No amanhecer

 Nada mais que uma fera doméstica
Doméstica, doméstica
 Nada mais que uma fera doméstica
Doméstica, doméstica

Ateu Poeta
19/09/2016

MISTICISMO OBSOLETO

http://ateupoeta.blogspot.com.br/2016/09/misticismo-obsoleto.html
MISTICISMO OBSOLETO

Você quer ter razão em tudo
O mundo gira ao seu redor
Quero ver um dia, mudo
A sua cabeça dar um nó

O misticismo sempre impera
Seja lá por qual Tandera
Reitera sem parar
Não para nunca de falar

Minha língua já fez um calo
De tanto argumentar
Já deu!
É hora de calar

Afastar
Andar sozinho
O que não ajuda
Atrapalha

Não estou mais disposto
No desgosto
De acender fogo de palha
Seja janeiro ou agosto

Chega de ditos populares!
São todos bobos demais
Mais do que obsoletos
Chega de mapas astrais

Sermões sem necessidade
Já tem idade de parar
Tudo tem que ser como você quer
Porquê?

Você não pode dobrar as leis do universo
Ao seu bel prazer
Como cabe tanta desinformação
Dentro de um mesmo ser?

Ateu Poeta
19/09/2016

terça-feira, 6 de setembro de 2016

PAZ FUGAZ

PAZ FUGAZ

O mundo hoje
É todo igual
Em cada lugar
Um fascismo
Um nazismo
Direitismo descomunal

Golpe civil
Ritual
Diretas já
Sociedades, secretas ou não
Querendo a escravidão total
Apocalipse now

Midiação unilateral
Medíocre mediação formal
Desvios de verba bilionários
Códigos binários sem matriz
Matiz da caverna
Rios de erva

Minerva cheirando pó
A rigor, infeliz
Um senado armado
Contra o país
Vampiros na Câmara Federal
Não falta rival

Racismo irracional
E bala perdida
Mais que o normal
Voto roubado
Onde já se viu?
É tão vil

Lixo cultural é servido
À libido
Embebido em lavagem cerebral
Trapaça em taça de cristal
Traças, baratas e ratos no poder
Tração até a China

Transação
Faxina
Truculência de antemão
A guerra sempre está por um fio
Porque o funil aperta mais e mais
Democracia aqui jaz

A meritocracia
É tão fugaz
Quanto a paz
E o discurso vicia
Sádicos, masoquistas
E quem já nem sente mais

Falsidade intelectual
Na TV
Na revista
E na entrevista do jornal
Revista sem revisão
É tanta divagação

A ilusão é tão fenomenal
Que mata curdos, sírios, africanos
Gregos helenos e troianos
Cristãos, budistas e ateus
Deístas, muçulmanos e judeus
Filósofos, proletários e cientistas

Sábios, otários e artistas
Socialistas, capitalistas, anarquistas
Comunistas, hinduístas, agnósticos
Camponeses e industriais
Patrões e operários
E quem mais constar na lista

Todos os padrões saem de moda
Os blocos deformam
Tribos viram tribunais
As mudas mudas mudam
No sol, e na chuva
Névoa de luva no arrebol

Ateu Poeta

06/09/2016

domingo, 4 de setembro de 2016

CAVERNA PÓS-MODERNA

CAVERNA PÓS-MODERNA

Longe de tudo
Esquecendo o mundo
Por um segundo fora do ar

Voltar à caverna
Pós-moderna
Eu preciso disso pra me libertar

Já é primavera
Quem me dera
Ainda saber sonhar

Por um instante
O mais radiante diamante
É se encontrar

Inútil guarida
Sem saída
Pois esta vida irá acabar

Rápido ou lento
Como o vento
O talento do tempo é sempre passar

Todo inferno
É interno
O desejo do homem é poder voar

Ir a diante
O mais distante
Navegante, atravessar o mar

Ofegante, delirante
Perante Dante
Jamais se entregar

Ser poeta
Arqueiro de mira reta
 Ter uma causa para amar

Trajando terno
No inverno eterno
O meu coração irá congelar

Na grande estação
A mesma canção
Sem distinção irá tocar

Radiação, combustão
O que veio da explosão
Um dia apagará

Ateu Poeta
04/09/2016

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

GENIALIDADE E LOUCURA

http://ateupoeta.blogspot.com.br/2016/08/genialidade-e-loucura.html

SUBÚRBIO

SUBÚRBIO

90% da grande mídia é lixo
O verdadeiro luxo está escondido no subúrbio
Na falta de incentivo fiscal
E na ausência de mecenas

Ateu Poeta
21/08/2016

ARREBOL INEXISTENTE

ARREBOL INEXISTENTE


Quem dera ser imortal e assistir ao sucumbir do universo para saber se o big-bang realmente existiu ou se foram vários e o tal "começo" foi um stradivarius ou um quadro de Dalí.

Mesmo admirando algumas figuras do passado eu queria nascer num futuro distante depois da explosão do Sol.

Qual seria a próxima absossessão  sob a solidão da inexistência de arrebol?

Ateu Poeta
21/08/2016

BRILHO DE REBELDIA

BRILHO DE REBELDIA

A maioria daquelas estrelas já morreu
E continua a brilhar por rebeldia
A radiação é ofuscada à luz do dia
Pela proximidade de outra ilusão 
A noite eterna mora no espaço sideral
Lá tudo é céu
Nada meu nem seu
Neura neural
Propensa prisão

Ateu Poeta
21/08/2016

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

DION, FILHO DE TUPÃ

DION, FILHO DE TUPÃ

Eu sempre fui um bad-boy, girl
Um boêmio com a viola na mão
Hoje eu só quero ser seu
Deixar de andar pela contramão

Baby, eu não desejo o céu
Tudo agora é um vácuo profundo
Só pra você eu tiro o chapéu
Você veio e virou o meu mundo

Quando vi você sonhei
Aventura é a minha canção
Conheci o que é paixão
Há um vulcão em meu peito

Explodindo o meu coração
O universo inteiro sumiu
Sem você não existe razão
A mortalha está por um fio

Andamos por caminhos opostos
Cada um em um lado da lei
Soldados sempre apostos
É complicado, eu sei

Mas é que eu nunca me rendi
Muitas vezes menti
Por onde eu fui errei
E também até morri

Feito fênix retornei
Não sei pra que nasci
Talvez para ser rei
Universos descobri

Vorazes versos entonei
De reversos eu vivi
Perdi, parti, tomei
Ganhei depois perdi

Em batalhas me feri
Curti, cresci, cantei
Anti-herói, eu resisti  
Um deus eu me tornei

A tudo destruí
Com o poder do Trovão
Filho do Tupã tupi
Sem você, foi tudo em vão

Ateu Poeta
15/08/2016

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

PALADINOS DA DEMOCRACIA



PALADINOS DA DEMOCRACIA

Quando a lei nasce confusa
É obtusa
 O próprio obstáculo da sociedade
Jamais terá saciedade
Seus sustentáculos são de sangue
Tentáculos de intolerância
Ares de arrogância
Ouvidos para olvidar
Olhos de ganância
Boca de sepultura
Estrutura do império particular
Braços da ditadura
Peito de pura ignorância
Dura
Que só atura vingança
No bailar dessa dança
Só se alcança a valsa do poder
Perde-se qualquer porquê
Perdoa-se apenas a insanidade
Daqueles que jamais foram sãos
E que por maldade
E vaidade
Negaram um pedaço de pão 
Ao pobre
Que por pouco entra no pau
De araras mil
Sob enxurrada de choques
Cravejado de balas
Trinta e oito
Fuzil
Escopeta
Metralha
Controladas por monstros
Sem cavidade auricular
Ou qualquer artéria
Que possa dar matéria 
A algo próximo a um coração
A tinta que assina tal coisa
É áspera
Vomita veneno vulcânico
Moeda de pânico
Que move os moinhos sem vento
Da decepção
O Brasil hoje é uma fachada
Por dentro há uma jactância fechada
De perfeita podridão
Onde a honestidade é crime político
E os juízes
Pajens do paleolítico
Onde o capitalismo é o grande pajé
Tudo é tribo a se dominar
Com dogmas capitais
Artigos surreais
Artimanhas industriais
Sob os palcos mais bestiais
Tristes transtornos
De adornos teatrais
Campeado pela superstição 
O absurdo por escudo
Injusto jogo
Que alimenta o fogo do dragão
Não se respeitam Holandas nem Buarques
Majus
Abreus
Araújos
Ou Sabatellas
Querem que tomemos
Tarântula por tarantela
Mas, é mera corruptela
O resto é pó
Todo protesto é pouco
Sei que não sigo só
Somos milhões
Entoando canções
Compostas de refrães 
Sem jargões
Enfrentando de frente os escorpiões
Essa Pátria Amada
Agora está armada
Mas, nós que nem somos tenentes
Apenas resistentes
Somos também soldados
Cidadãos conscientes
Paladinos da democracia
Lutando contra a hipocrisia
Evitando o erro Crasso
Dessa crise armada
Por batuta temos a luz do dia
Estamos na labuta
Com a certeza
De que a nossa fortaleza
É feita da esperança
De não retrocedermos a dias piores
Para os quais a mídia cega
Nega
Por isso não podemos ceder
Pondo a História na balança
O povo é o verdadeiro herói
Contra o qual tudo corrói
Os abduzidos querem ser Moro
E o japonês da Federal
Seguindo o ritual da estupidez
Tornozeleira eletrônica
Não é arma biônica
Contra a corrupção
Mas, prova desta
O que atesta
Toda esta manipulação


Ateu Poeta
12/08/2016

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

O QUE É POESIA?


O que é poesia?
Verve que vive na veia
Ave que vem no rabo da sereia
É condor e gaivota 

Maiêutica diáfana 
Que agiota não vê 
Coruja a caçar
Rapinando a sinfonia

Harmonia no bailar da anestesia
Antítese, artimanha, sinestesia
Os olhos de mar daquela guria
Na aquarela da sinfonia

Ateu Poeta
10/08/2016

domingo, 7 de agosto de 2016

O SÓSIA CAP. 14: CLUBE DE ROMA E MÁFIA ITALIANA CONTRA-ATACAM

O SÓSIA CAP. 14: CLUBE DE ROMA E MÁFIA ITALIANA CONTRA-ATACAM

O avião de Ramiro explode. Longe dali, Cardoso tinha dominado o mundo e já se achava praticamente um deus quando Natasha chega por trás dele com uma faca e lhe corta o pescoço. Ela pegara carona em alguns androides já com super-propulsores, os criados já tinha sido adaptados várias vezes, obsolescência evolutivo intelectual muito mais do que programada, e agora Natasha ultrapassara a maioria dos outros androides, e descobrindo o paradeiro de Cardoso, acabada de assassinar o dono do mundo. Parecia até uma enviada do Estado Islâmico.

Nesse tempo, Delta 4 derrubara todos os dois mil aviões brasileiros mandados para combate e se infiltrava no Estado Islâmico e tinha de tudo para destruí-lo se por ventura não tivesse passado por sua cabeça uma ideia muito louca de haver um chip controlando a sua cabeça e que ele poderia removê-lo para ser livre. Conhecera um cirurgião do Estado Islâmico que topada fazer tal cirurgia após uma ressonância-magnética ter comprovado perfeitamente que o tal chip existia. Em uma cirurgia simples, graças a ferramentas que o próprio Delta 4 inventara, o cirurgião removera o chip e Delta 4 perdera o acesso que tinha à internet de qualquer lugar e a comunicação com os demais deltas, mas também não estava mais sob o controle de ninguém e em 5 horas criara um chip semelhante e ao anterior só que não permitindo que fosse controlado, em vez disso, ele controlaria os demais Deltas em qualquer parte do mundo e acabava de criar o Estado Islamo-Delta.

Delta 25 havia salvado Ramiro antes de o avião incendiar por inteiro e explodir, mas o corpo de Ramiro estava demais carbonizado e para salvá-lo vez uma manobra simbiótica; ligara suas fiações às veias e artérias de Ramiro, no começo fazendo uma espécie de hemodiálise que o deixasse vivo, mas, não vendo outra solução, resolveu ir para o Alasca e se congelar juntamente com o corpo de Ramiro para que num futuro distante alguém pudesse salvá-los. Acabou pegando estilhaços dos aviões desfazendo metade do próprio corpo Delta 25 criara uma câmara de criogenia e mesmo assim, cavou antes com seus propulsores um grande quadrado no gelo onde a câmara ficaria há 2 quilômetros de fundura e ali pôs a câmara e depois entrou nela e fechou-a consigo e com Ramiro dentro.

Natasha aos poucos sequestrou todos os subcomandantes sósias e os enforcou em rede mundial de Televisiva e via internet. 

_Agora vocês estão sendo governadas por uma mulher!_ Pronunciou Natasha. _O Estado Islâmico em breve estará derrotado (ledo engano) e o mundo entrará em seu maior ciclo de paz (o que não havia como prever).

Delta 4 assumindo o poder sobre todos os demais Deltas destituiu Natasha e não a matou porque ela fugiu e se autodeclarou o novo dono do mundo, que foi um aparente reino de paz por 20 anos, embora os sequestros não parassem acontecer. 

A polícia era toda feita de androides e os criminosos aparentemente diminuíram quando todos os assassinos condenados pela lei foram enforcados em rede mundial, os estupradores foram mantidos em celas no subsolo sem direito jamais a ver luz do sol ou falar com alguém em prisões solitárias onde a comida era trazida e levada por um robô e colocada por uma fenda na porta e após 5 anos, todos eles passaram a não ser mais alimentados nem lhes foi dado água. Morrendo todos de fome e sede. Isso tudo filmado e exposto para o mundo. 

Os ladrões foram todos conduzidos para uma super-cadeia de segurança máxima com chão de metal para evitar fugas e no meio do deserto do Saara. Após cumprida a pena cada um era reconduzido de helicóptero para seu respectivo país. 

Mas, de repente, um cracker corrompeu o sinal dos chips e pois todos dos demais Deltas contra Delta 4, que já previra isto e criara um sinal em que dava um grande choque em que tomasse esse controle. E com isso, o primeiro cracker da Máfia Italiana morrera e seria a vez do Clube de Roma, que preferiu enviar um espião chamado Fernando Aécio Cunha para, conhecido também como FAC, para se infiltrar como um dos Deltas e assassinar Delta 4.

Todas as manobras era arriscadas, mas FAC conseguiu no Brasil dar um choque violento em Delta 4 com uma antiga pistola policial amplificada. Delta 4 se debatia enquanto dizia: _Traidor!_ Sem saber que quem estava na sua frente não se tratava de um verdadeiro androide, mas de um grande espião. 

_FAC para CR (Clube de Roma), missão cumpri..._ Uma bala estoura no meio da testa de FAC antes que ele pensasse em terminar a frase.

Do outro lado, um homem conhecido como doutor B. recebia a mensagem :_Droga, homem, que chiadeira é essa?_ Natasha pisara em cima do comunicador.
  

Ateu Poeta
07/08/2016

terça-feira, 28 de junho de 2016

É PRECISO PENSAR ALÉM

http://ateupoeta.blogspot.com.br/2016/06/e-preciso-pensar-alem.html
É PRECISO PENSAR ALÉM

Não acredito sem ver
Porque não amanheci criança
Nessa dança da ilusão eu aprendi a vencer
Nocauteando o terror de Bragança
Pus na balança para não fenecer
As chaves do Purgatório

Do Inferno e do Céu
Tão inviáveis quanto seria
Manter um escritório inteiro em um carrossel
Mente vazia é oficina da Igreja
Veja por si mesmo
E aprenda a crescer

É preciso querer mais que o pão
Circo também não sustenta
Fé não alimenta
Só fede o que lhe obriga a fazer
A verdade é tão simples
Deus não existe

E também não há perfeição
Não importa quem insiste
É sempre fraude
O Freud da revelação
Milhões se infiltram na ciência
Mas, continuam fiéis

E a fazem com grande incompetência
Feito penitências de quartéis
Conhecimento parado vira burrice
É crendice querer abafar
Chega de tanta tolice!
Não importa quem disse

Não é questão de bafafá
Para buscar a verdade é preciso coragem
A maioria ainda não aprendeu a pensar
Nem a dar os primeiros passos aprendeu
Para ir em frente
Fortaleça a sua mente aprendendo a enfrentar

Ateu Poeta
28/06/2016

quarta-feira, 15 de junho de 2016

O CREPÚSCULO DA PSIQUÊ

http://ateupoeta.blogspot.com.br/2016/06/o-crepusculo-da-psique.html
O CREPÚSCULO DA PSIQUÊ

“Deus está morto”
(Nietzsche, filósofo)

“A metafísica está morta”
(Afrânio Coutinho, historiador)

“Não serei criminoso antes de cometer crime”
(Foucault, filósofo)

A Psicanálise já começa errada no próprio nome, Psiquê, falsamente traduzida como “alma”, quando na verdade é uma humana da Mitologia Grega que seria tão bela que teria sido perseguida por Afrodite e sem saber faz por ela Eros se apaixonar, o qual pede a Zeus para transformá-la em deusa e Zeus concede.

Esquecendo Psiquê e deixando apenas a análise, quem poderia aprimorar a Psicologia seria o filósofo Epicuro com a sua autoanálise, trocando Freud e Jung por si mesmo. Já o resto da Psicologia, agora sem Psicanálise, pode ser substituída 100% pela Neurociência.

O símbolo do tridente simboliza Posseidom, um deus que nada tem a ver com Psiquê, logo, muito menos com a Psicologia em si, totalmente retrógrada e mística. Não adianta trocar Freud por Jung. Se tirar o misticismo da Psicologia não sobra nada.

A Psicologia está morta e não há porta capaz de reaviva-la ou reanimá-la, pegando a real palavra que deu origem à “alma”, ânima, daí o termo criado “anima mundi”.

Assim como a Metafísica cai perante a Física e a Astrologia se mostra totalmente falsa perante a Astronomia e as demais religiões e pensamentos filosóficos incongruentes perante as ciências, inclusive as chamadas “ciências ocultas”, que deveriam ser chamadas Pseudociências de Culto, a Psicologia cai perante Neurociência.

Digamos en passant que mesmo psiquiatras têm que rever seus métodos e “inspirações” à priori para à posteriori ficarem mais científicos e a Psiquiatria deveria mudar de nome para Neurologia Analítica e psiquiatra trocar de nome para neuroanalista ou Analista cerebral.

A Psiquiatria e a Psicologia estão embebidas em Mitologia Grega, em parte por culpa de Freud. O que deve ser feito é ser assumido em conjunto uma postura contemporânea de anular os mitos e focar em uma medicina antianacrônica, voltada para a realidade a fim de se adquirir diagnósticos empíricos de fato, pois não estamos na Idade Média para acreditarmos em todo tipo de baboseira mística.

Para entenderem mais sobre isso, indico os livros: “A genealogia da moral”; “O Anticristo”; “Assim falava Zaratustra”, de Nietzsche (filósofo alemão); “Porque Freud errou”, de Richard Webster (historiador estadunidense); “O erro de Descartes”, de António Damásio (neurocientista português); “A ciência médica de House”, de Andrew Holtz; “O Código Da Vince”; “Anjos e Demônios”; “Ponto de Impacto”, de Dan Brown; “Não nascemos prontos”; “Não se desespere”, de Mario Sergio Cortella; “Liderança em Foco”, de Mario Sergio Cortella e Eugenio Mussak (filósofos).

Indico as séries: “Cosmos”, Carl Sagan (assessor da NASA) ; “Batalha dos deuses”, “Ilusões da mente”, Discovery Channel; “Os bárbaros”, Terry Jones (antropólogo); “Como a arte moldou o mundo”, Dr. Nigel Spilvey (historiador); “Tesla”; “Einstein”, TV Escola; e os programas: “Paradigmas do século XXI”; “Observatório da Imprensa”; “Café Filosófico”; “Roda Viva”, TV Cultura; “Sempre um papo”, TV Senado.

Ateu Poeta
15/06/2016

segunda-feira, 13 de junho de 2016

PENSAMENTOS

PENSAMENTOS

Talvez o segredo do sucesso seja não se sentir confortável em lugar algum.
Ateu Poeta

O preço que se paga é sempre alto demais, a praga mortal do navegante.
Ateu Poeta

A humanidade é uma coisa muito estranha. Nós não nos conformamos apenas em viver, como o resto dos seres, ainda queremos um motivo para tal, só que não há. E daí?

Quanto maior o medo da morte maior a crença em deuses e outros misticismos, chegando ao cúmulo do panteísmo. Mas, eu sou um grande paradoxo porque venci meu terror do inferno e já sei que misticismo e realidade não combinam em nada, no entanto, ainda tenho um profundo medo da morte, e isso foge totalmente ao padrão.

Um ateu total deveria não temê-la e nem deseja-la, por dois motivos: primeiro por só ser uma vez e segundo por levar em conta que antes de viver éramos apenas aglomerados de matéria inerte.

 Sei lá, de repente nisso também eu não preciso me encaixar no padrão. No fim de tudo, para que isso serviria mesmo?


Ateu Poeta
13/06/2016

quarta-feira, 18 de maio de 2016

O SÓSIA CAP 13: MINE CÉREBROS



O SÓSIA CAP 13: MINE CÉREBROS

A nave de Natasha dividiu-se em vários androides e o jipe que estava dentro da nave virou para ela armadura. De um dos compartimentos Natasha tirou mine cérebros e pôs um por um na cabeça de cada androide e em seguida deu um choque e cada cérebro ficou com o tamanho de um cérebro humano, mas com milhões de conexões já feitas, eram cérebros já com conhecimento russo de combate e tecnologia. Acoplado a cada cérebro existia uma espécie de chip orgânico, ou chip carbônico, como era normalmente chamado pelos cientistas russos.

A armadura de Ramiro nesse momento começava a voar, a de Natasha e os androides também. Quando todos olham para cima avistam milhares de supercasas brasileiros, desenvolvidos pelo presidente golpista atual. 

_Ôpa, agora a coisa ficou boa!_ Fala Ramiro, imaginando que Natasha tenha uma escuta para cada androide e para o a sua armadura também.

_Como você sabia da conexão vocal entre nossas armaduras, Ramiro? _Perguntou Natasha espantada.

_Deduzi. Foi mais um teste para ver se você responderia._ Antes de ele concluir, uma tropa veio em sua direção e o metralhou ferozmente. Uma fumaça imensa se espalhou ao redor, uma explosão se fez com estilhaços da armadura para todos os lados e Ramiro simplesmente sumira.

_Delta 1 para Natasha, quais as ordens? _ Um dos androides aprendera a se comunicar e se chamava agora de Delta 1 em referência à uma antiga tropa especial estadunidense, mas também por ser um nome genérico e na pressa das operações, os cientistas russos nunca deram nome às suas criações. E também não havia nomes para cada um que usasse um mine cérebro, apenas o mesmo conhecimento estabelecido mecanicamente por fibras óticas desenvolvidas na Rússia que deixava o pensamento mil vezes mais rápido que o de um humano qualquer, o que dava a cada androide uma genialidade nata, e um segundo após a conexão feita como os mine cérebros eles já conseguiam aprender novas coisas e com o choque dado por Natasha, que gerou em cada cérebro um inchaço, deu a cada mine cérebro a capacidade de absorção de informação de 10 mil cérebros humanos, ou seja, com algum tempo cada um seria uma espécie de biblioteca ambulante de combate e poderiam ficar independentes, mas justamente por isso que existia para cada um uma espécie de chip orgânico, que, preso a cada mine cérebro, os conecta entre si e com Natasha e ao mesmo tempo dá ordens diretas para torna-los a ela submissos. 

_Delta 1? Foi esse o melhor nome que pensou?_ Respondeu Natasha. 

_Precisamos de nomes simples. Esqueçamos nossas antigas diferenças com os Estados Unidos, a missão agora é capturar Cardoso no Brasil, também conhecido como Dante. 

_Como adquiriu essa informação assim tão rápido, Delta 1?

_Acontece que cada avião desses possui uma rede de wi-fi interna, e embora de uso restrito entre os pilotos, pelo qual eles se comunicam neste momento, meu cérebro possui um sistema interno de invasão de dados e acesso à internet por quaisquer meios, mesmo quando houver limite de distância, parece uma criação feita por Tesla. _Dito isto, um míssil explode perto de Delta 1.

_Já era, perdi um bom soldado._ Fala Natasha em voz alta, mas para si mesma.

_Não, senhora, não perdeu. Aqui é Delta 2 e Delta 1 fez uma coisa extraordinária, senhora, ele criou um campo eletrostático-magnético roubando energia das baterias do motor de vários aviões. Ele está, neste exato momento, 100% impenetrável senhora Natasha. 

_E você não em entrou em ação ainda por que, isso aqui parece um filme?

_Sim senhora. Parece “o resgate do soldado Ryan” misturado com “Falcão Negro em perigo”, “Contratadas para matar”, “Rambo 4”, “Operação Valkíria” e “Bastardos inglórios”, “Tropas estelares” e aqueles seriados infantis tipo “Power rangers”. _Uma terceira explosão é escutada.

_O que foi agora?_ Pergunta Natasha, agora mais raivosa do que apreensiva.

_Câmbio, aqui é Delta 3, senhora. Eu aprendi a fazer a mesma coisa que Delta 1, Delta 2 está sob ataque neste momento e está fazendo exatamente a mesma coisa, senhora Natasha e eu achei uma pessoa em cima de um dos aviões usando uma das peças sobressalentes de talvez algum androide anterior a nós que por ventura tenha sido abatido neste combate antes de nós, mas como não vi nenhum de nós ainda ser abatido eu suponho que seja o Senhor Romero.

_Mas, como? Eu vi os estilhaços da armadura dele. 

_Eu acredito, senhora, que ele tenha achado um botão de ejetar e com essa peça sobressalente está agora abrindo um dos caças pelo teto e se infiltrando como um verdadeiro espião russo faria, embora ele seja brasileiro e, até agora, que eu saiba, nenhum brasileiro chegou ainda a este nível, a não ser que eu ainda não tenha tido tempo de ver direito na internet sob o sinal de wi-fi que aprendi a deixar mais forte interligando todos entre si como se eu fosse a matriz e com isso, estou dando ordens contrárias aos caças e interceptando as ordens de Dante, ou o mesmo conhecido como Cardoso ou Ali. Senhora, o Estado Islâmico acaba de invadir a Rússia, nós iremos abortar a missão e ir defender o nosso país ou iremos avançar e ir até o Brasil derrubar o poder ditador para acabar com essa Nova Ordem Mundial de araque?

Natasha não soube responder a esta questão.

_Aqui é Delta 1. Retorno agora a ligação para avisar que também aprendi a modificar as mensagens dos aviões enviados do Brasil e mandei eles atacarem o Estado Islâmico, menti dizendo que a Rússia agora já era aliada e que os jihadistas passaram a inimigos deles. 

_Câmbio, alô! Aqui é Delta 2. Ramiro conseguiu roubar um dos caças do inimigo e partiu, acredito que, rumo ao Brasil. Sugiro que pelo menos alguns de nós o acompanhem e estou fazendo isso com 10 dos nossos e aguardando ordens, senhora Natasha.

_Vocês me surpreenderam. Falta só criarem um bateria solar, eólica e que funcione com qualquer substância triturada ou aquecida...

_Aqui é Delta 2. Senhora, Delta 4 acabou de criar isso, invenção ainda sem nome mas já está sendo acoplada a cada um de nós que eu estou conseguindo alcançar. Infelizmente tive que destruir 8 aviões inimigos para criar para nós um propulsor mais eficiente e estou também acoplando a cada em cada androide, senhora.

_Até agora, vocês estão se mostrando dignos dos milhões que foram investidos em vocês. Façam um propulsor para mim também que iremos para o Brasil e fique apenas um de vocês para tomar os controles dos caças e quando acabar com o Estado Islâmico, faça com que eles se autodestruam. 

_Aqui é Delta 4, senhora. Missão aceita, eu fico, já invadi 25 controles e os estou controlando, até agora já foram eliminados através do meu comando direto 100 mil jihadistas e estou tomando o controle de mais 25 caças neste exato momento.

_Capitão Neves para base. Estamos sendo atacados por vírus recém-desenvolvidos, passando os controles para manual. Perdi o contato com os outros e acho que esta mensagem está sendo interceptada. Pelo sim e pelo não, já derrubei 150 dos nossos e vou derrubar todos os outros. Base, responda.

_Negativo, Capitão. A missão agora é explodir a cabeça dos jihadistas. Temos outros planos para a Rússia. Câmbio e desligo.

As explosões entre os aviões não param de acontecer.

_Que comunicação estranha foi essa, Delta 4? _Indaga Natasha.

_Senhora, foi uma mensagem que interceptei. Ele realmente derrubou 150 aviões e agora derrubou mais 10,totalizando 160, mas já o localizei e vou derrubá-lo em instantes, mandei uma contraordem como se fosse da base, imitando a voz do General Queirós que assume o papel de comunicação em uma das cabines de controle._ Uma nova explosão se confirma e o caça onde estava o Capitão Neves é destruído.

Em outro ponto, distante dali, o caça de Ramiro pega fogo. As chamas crescem na asa esquerda e o caça começa a rodar em parafuso constante. Ramiro sente uma tontura enorme, como nunca sentira antes e desmaia. O caça começa a cair, agora está a menos de 20 metros do chão.

Ateu Poeta
17/05/2016
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Modelo Simple. Tecnologia do Blogger.