Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

DOENÇA



DOENÇA

A verdadeira doença é a ignorância humana
Infinda e sem cura
Ciência sempre foi um canhão
Braço direito da alienação em prol do poder

Chega de heróis!
Todo Heros se corrói
Corrompe
E sai de cena

Mesmo Ayrton em seu s fatal
Não importa qual seja a verdade
Sempre haverá uma mentira maior
Pelo esplendor todos são capazes de tudo

E o fim do mundo
É fundamental

ATEU POETA
29/10/2012

sábado, 27 de outubro de 2012

SENHORA DO CAOS


SENHORA DO CAOS

A vida real não tem trilha sonora
Teus olhos, duas bolas que prendem meu coração
Gaiola das minhas asas
Abrasas sem dar calor

Se esvai em vapor
A pouca razão da minha trajetória 
Fascinação peremptória
História longínqua

À míngua, eis um poeta em solidão
À deriva nesse mar de ilusão
Abraçado à imagem
Perdido, à margem do mundo

À sombra da tua aurora
És senhora do caos profundo

ATEU POETA
27/10/2012

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

AUDAZ



AUDAZ

A desilusão é o único caminho
O labirinto paradoxal não é seguro
Vais em busca de ar puro
O progresso pôs água podre em tua porta

Os moinhos não ventam mais
Nem espada de samurais portas
Por que matar o dragão
Se nenhum Jorge fora capaz?

Sejas tu o teu próprio senhor e capataz
De peito aberto para o deserto que vier
De certo, um ser audaz há de prosperar
Se for eficaz

Dominas cógitos e códigos
Que ganharás o mundo de am passant

Ateu Poeta
Pacoti-Ceará
24/10/2012

domingo, 21 de outubro de 2012

SERVO



SERVO

Temporal atemporal de anacronismo
Eufemismo de fusão fractal
Puro criacionismo digital
Aforismo industrial 

Duro evolucionismo na Royal Society
Socialite só vê a moda
Muda, enquanto o mundo muda
Conhecimento é semente, não muda

Não se pode plantar por inteiro
Há de ser triturado, mastigado e cuspido
Execrado o que não serve
A verdade não é nenhuma verve do Corão

Nem está no coração da lavagem-cerebral
O bom servo não a conserva

ATEU POETA
21/10/2012

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

ETERNO APRENDIZ



ETERNO APRENDIZ

O passado nos prende
O presente nos surpreende
Pouco se depreende
É preciso muito esquecer

Para que o amanhã seja possível
Dentro do que se pretende
Antes do alvorecer
No acaso do ocaso impassível

O happy end é ilusão
Ou é feliz ou finda
Pela evanescência é que a vida é linda
E não pela indecência da vã solidão

 Na serenidade de ser feliz
A única perenidade é ser um eterno aprendiz

ATEU POETA
20/10/2012

sábado, 6 de outubro de 2012

JOGADORA



JOGADORA

Vida: jogo ou magia?
Maestria em teu corpo de utopias
O mundo ficou nu
Lábios que escondem verdades

Frenesi de mocidade nesses olhos de maré
Força de mulher que encanta com destreza
Fortaleza de frialdade ou surfar em Malibu?
Fator artificial fere vários artifícios

Variável fractal do inanimado dito morto
Porto para outro estado de matéria em frágil ofício
Parto: sinfonia magnética fragmentária
Pó de estrela, carbono e fusão, sem secretária

Explosão para o caos da Via Láctea 
Razão sideral de todos os paradoxos arbitrários 

AROLDO FILHO
06/10/2012

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

ECO


ECO

Quem sua época cativa
É capaz de primas façanhas
Corrobora esperança participativa
Constrói aliança nas entranhas da aurora

Neve estranha em Aquiraz
Consolida fantasia de outrora
Forja a paz por outro prisma
Estende o horizonte que não entende

Visionário vira líder de carisma
Cria vulcões em geleira e solapa monte
Propaga seu sonho na mente da algibeira
Move o mundo de vagar a seu favor

No vigor que o eco divaga
O ego divulga e comove o Queronte

AROLDO FILHO
Pacoti-2012
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.