Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

quarta-feira, 26 de junho de 2013

ESTRELA DE BLUES


ESTRELA DE BLUES



As melhores artes contemplam mulheres nuas

Verdades cruas encruam o coração

Lágrimas viram mar

Afogam os sonhos, a razão...



Já não é nosso o mundo

Canto mais profundo que o abismo

Aforismo que viaja no horizonte

Condoreiro voo rasante



Diante ao rodar do azul

O blues não é o mesmo de antes

A poesia inebria e cala

A foz tão rara que para a pluma



Fala nas entrelinhas da visão

A estrela já não é minha



ATEU POETA

O HISTORIADOR DE PACOTI

26/06/2013
 

PRESSÃO





PRESSÃO

O movimento é um apenas. Dividido em dois momentos: contração e expansão, que conhecemos por pressão; a mola-mestra do universo, motor do universo e ignição da matéria.

Na contração é onde se gera o acúmulo de matéria suficiente para que haja a explosão através do atrito entre as partículas ocorrendo de modo físico-químico no instante em que surgem novos elementos por fusão, quebra e reagrupamento.

Quebra, fusão e reagrupamento causam a variação entre os estados líquido, sólido, gasoso, onda, radiação, eletricidade e magnetismo.

Já a gravidade é o estado natural de contração que gera novos choques em busca perene por novas fusões.

A mesma pressão que faz seu sangue circular move o mar e gerou a atmosfera terrestre. Surgida sem mestre, do próprio processo molecular da simples existência. Essência do que conhecemos por tempo, espaço e velocidade.

A matéria nunca se ajustará completamente por que é imperfeita, de modo que a pressão é constante, logo; mesmo que houvesse uma aglomeração total o movimento ainda existiria. A contração extrema geraria explosão talvez semelhante à sugerida pela teoria do big-bang, contudo, não é provável uma eterna expansão pois deve haver um momento onde o menor pedaço não se divida mais, além do que, pela própria imperfeição, sempre existirá pedaços diferentes e também buracos-negros que sempre puxarão matéria para si; o que gera nova contração até o momento de nova expansão.
  
A pressão nada mais é do que o simples impacto da matéria sobre si mesma.

ATEU POETA
O HISTORIADOR DE PACOTI
22/06/2013

terça-feira, 25 de junho de 2013

ARESTA DA SAMARIA



ARESTA DA SAMARIA



Os paradoxos que unem

À pouca sanidade que resta

Pela aresta do mundo humano

Ao desatino de lutar



É tudo torpe e salutar

Na terra dos otomanos

Guerra entre los hermanos

En las manos de muçulmanos bombásticos



Que explodem judeus

Frios bonecos de plástico

Krav-magá dos fariseus

Um forte raio de Zeus



Thor revida com milhões

As religiões matam os samaritanos



ATEU POETA
O HISTORIADOR DE PACOTI

23/06/2013



VERSOS FEROZES



VERSOS FEROZES



Se foram para sempre as formigas de asas

Mas no senso empluma a loucura de voar

Hermético Ícaro ibarium na espuma

A maçã de Idun abrasa na tez



Poesia é palavra que abraça de vez

Musa nua em aquarela

Com rosa de silício no olhar em tarantela

Regaço que incendeia o mar



Proclama tempestades ao luar

Apaga o sol e as sinapses atrozes

Faz-me ouvir vozes algozes ao meio-dia

Guria da boca de carmim que congela meu coração



E num beijo febril me faz renascer

Para o amanhecer de versos ferozes



ATEU POETA

O HISTORIADOR DE PACOTI

16/06/2013
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.