Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

quarta-feira, 26 de junho de 2013

PRESSÃO





PRESSÃO

O movimento é um apenas. Dividido em dois momentos: contração e expansão, que conhecemos por pressão; a mola-mestra do universo, motor do universo e ignição da matéria.

Na contração é onde se gera o acúmulo de matéria suficiente para que haja a explosão através do atrito entre as partículas ocorrendo de modo físico-químico no instante em que surgem novos elementos por fusão, quebra e reagrupamento.

Quebra, fusão e reagrupamento causam a variação entre os estados líquido, sólido, gasoso, onda, radiação, eletricidade e magnetismo.

Já a gravidade é o estado natural de contração que gera novos choques em busca perene por novas fusões.

A mesma pressão que faz seu sangue circular move o mar e gerou a atmosfera terrestre. Surgida sem mestre, do próprio processo molecular da simples existência. Essência do que conhecemos por tempo, espaço e velocidade.

A matéria nunca se ajustará completamente por que é imperfeita, de modo que a pressão é constante, logo; mesmo que houvesse uma aglomeração total o movimento ainda existiria. A contração extrema geraria explosão talvez semelhante à sugerida pela teoria do big-bang, contudo, não é provável uma eterna expansão pois deve haver um momento onde o menor pedaço não se divida mais, além do que, pela própria imperfeição, sempre existirá pedaços diferentes e também buracos-negros que sempre puxarão matéria para si; o que gera nova contração até o momento de nova expansão.
  
A pressão nada mais é do que o simples impacto da matéria sobre si mesma.

ATEU POETA
O HISTORIADOR DE PACOTI
22/06/2013