Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

terça-feira, 10 de setembro de 2013

ORIGEM DA VIDA SIMPLIFICADA


ORIGEM DA VIDA SIMPLIFICADA


Ao que consta a vida teria surgido na água. As células começaram a engolir umas às outras, através de fagocitose que é o movimento de se esfregar uma na outra e mais tarde de pinocitose, que é jogar um líquido corrosivo na outra.

As células iniciais não tinham núcleo, o núcleo só surgiu depois de uma célula engolia a outra, com o tempo as células começaram a se dividir, criando cópias de si e começaram também a se dividir em um corpo só, o que deu nos primeiros bicelulares, tricelulares ou trilobitas.

Desses trilobitas se formou depois as plantas marinhas e a esponja, depois desses é que surgiu algum animal sem raiz, que já seriam os primeiros herbívoros, os primeiros peixes herbívoros, pra depois surgir algum peixe carnívoro.

Dos peixes saíram animais de casco duro com o chamado exoesqueleto (tartaruga,siri, caranguejo), mamíferos-marinhos, aves-marinhas, anfíbios, répteis e todos os outros reinos animais.

Antes de tudo isso, acredita-se que os elementos necessários para a vida surgiram de cometas que caíram na Terra aos milhares ou milhões que outros cometas caídos tenham tornado a Terra fria demais para os dinossauros que por isso foram extintos.

O principal elemento para a vida é o carbono, que ao que consta, é escasso no universo.
Assim como os demais elementos, vem de explosão de estrelas. O primeiro elemento da tabela periódica é o hidrogênio, que dentro de outro forma o gás hélio, que com outro hidrogênio, forma o terceiro elementos da tabela periódica e assim por diante.

Agora, as estrelas, delas as plêiades, estrelas de nêutrons, pulsares, buracos-negros, etc. surgiram em um universo primordial gasoso por que os elementos estavam muito soltos. Um químico saberá explicar melhor que estado gasoso, sólido e líquido são basicamente como as moléculas estão arrumadas em um mesmo corpo.

Do “princípio” do universo ficam três formas de visão:

1 Homem ou animal criador a que se dá o nome  de deus ou um “projetista”, “arquiteto”, ou desenhista e tal; talvez Magritte.

2 O “Big-bang”, que é quando supostamente, assim como no mito do ovo-primordial tudo que existe estaria compactado numa cabeça de alfinete redonda e ao explodir se expandiria e tudo o que há hoje nada mais seria que nova contração. Daí a teoria de “expansão do universo” e da pergunta se o universo é “aberto” ou “fechado”, o que pra mim, hoje, é irrelevante.

3 Você pode acreditar que os átomos existiram soltos, eu penso que foi isso, mas que há um defeito; que seria o próprio espaço, e, portanto, nada pode parar por que o próprio espaço faz com que uma coisa atraia a outra, Isaac Newton tinha falado num campo magnético envolta de cada coisa existente, e na gravidade; antes disso há o defeito em si que é justamente a falta, o local vazio, aquela parte onde faltam as peças. As peças são os átomos, e se falta uma ou muitas, as existentes podem se mover. Ao se mover se batem umas nas outras, se fundem e se quebram e formaram o novo universo como é hoje.

Para saber mais indico a série “COSMO” de Carl Sagan, astrônomo que era assessor da NAZA. Ou conversar mesmo com professores de biologia, química e procurar na internet sobre astronomia.

Ateu Poeta
O QUESTIONADOR

10/09/2013