quinta-feira, 10 de outubro de 2013

AD ETERNUN


AD ETERNUM

Ad aeternum templo de Hades
Adversidades do mundo
Do pó de estrela é o meu paletó
O último terno

De um sono profundo
Tão frio e paterno
Sem a luz do sol
Tudo veio do silêncio

Quem sabe, da escuridão
Depois a água em ebulição
O universo fraterno
Recebe e propaga

A vida que deu
Ao meu coração

Ateu Poeta
O QUESTIONADOR

10/10/2013
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.