Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

quarta-feira, 5 de março de 2014

AERODINÂMICOS


AERODINÂMICOS

Cap 1: O SALTO

Você nasceu para voar. Pode aceitar essa verdade ou não. E como eu sei? Bem, meu nome é Dínamo, ou pelo menos foi um dia. Agora prefiro que me chamem Eros. Ou melhor, eu sou um aerodinâmico. 

Um certo dia eu estava na casa dos meus avós maternos e simplesmente me deu aquele impulso e eu abri os braços e sai correndo para fora da casa, dei um pulo e planei um pouco. Minha prima perguntara como eu fiz aquilo, mas eu não saberia responder.

O ano é 2100, e a evolução veio mais rápido do que os cientistas do passado esperavam. Aprendi na escola que o mundo já foi um lugar verde e que a água já fora potável a menos de um século. Que todo esse lixo não estava aqui e que mesmo assim os homens faziam muita guerra. 

Eu moro no ultimo canto verde que restou, o Vale Vulcano, que fica dentro de um antigo vulcão desativado. Muito da História de perdeu no tempo e queimado nas várias guerras. Não sabemos muito como é lá fora, pois o nosso vale produz todo o alimento do qual precisamos. Não existem muitos exploradores e eles fazem um pacto com o rei de não contar para os outros o que veem lá fora.

Por acaso eu acabei descobrindo quando corri mais e mais e acabei planando. Mas um dia o rei mandou me chamar.

_Dínamo, é esse o seu nome?

_Sim, meu rei.

_Eu fui informado de que você tem uma habilidade rara de plainar. 

_De fato. Mas é uma coisa assim quase nada. Meu sonho mesmo era voar como um pássaro. Acho que esse era o sonho dos nossos ancestrais.

_Blasfêmia! Você não é um deus como Eros e jamais poderá voar. Se ainda for pego plainando por aí será preso por traição ao nosso deus!

_Entendo, meu rei.

Naquela ocasião, assim com a corda no pescoço, eu prometi nunca mais tentar voar. Mais aquilo era mais forte que eu e eis que um dia fui até a beira do vale e pulei. E para falar a verdade eu simplesmente cai e cai. Só me veio à mente um pensamento: _É hoje que eu morro!

Ateu Poeta
06/03/2014