Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

domingo, 30 de março de 2014

POESIA VAI E VEM


POESIA VAI E VEM

A poesia vai e vem
Assim de repente
Ilusiona um sentido à minha vida
Forte maré no peito

Azul, plena e inconstante
Eu que sou consoante à sua foz
Quando a sinfonia vocifera estridente
E bate feroz feito atabaque-tridente

Se a pluma se perde
Ainda há a verve verde da mente
Nova semente forja árvore cognata
Na mais perfeita serenata de outono

Divago devagar num quase andante passant
Sobre o adágio da tarde louçã

Ateu Poeta  

31/03/2014
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.