terça-feira, 26 de agosto de 2014

CORAÇÃO DE LEGO

CORAÇÃO DE LEGO

Se meu coração fosse de lego
eu punha um cérebro no lugar
Não entraria prego nem martelo
Ou quem não merecesse altar

E a vida fluiria melhor
com prazer subversivo
Meu peito cantaria Patativa
Enquanto a mão recitaria Djavan 

Na anticífera manhã
Nanã e mucunã entrariam para o dicionário
Libertário e reacionário veriam a razão 
Cada qual em sua prisão infugível

O que seria incrível nessa bossa
Saber o sabor da nossa caverna de Platão

Ateu Poeta
26/08/2014
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.