terça-feira, 30 de setembro de 2014

É A URNA

É A URNA

É na urna que o bicho vai pegar
Pra que falar em ladrão
Se já virou refrão secular?
Não há mais o que falar

No futebol craques vencidos
Na política é muito pó
Aeroporto, avião
Corrupção, Libido

Tudo escondido
Lá nos cafundó
Pena que voto nulo não anula
E branco muito menos

Feito religião
É tudo em vão

Ateu Poeta
01/10/2014

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

ÉBRIAS VERDADES

ÉBRIAS VERDADES

Poetas
Profetas  
Cientistas 
Filósofos 

No fim 
Todos aprenderam 
Que o bêbado
Era quem falava a verdade

 _Está tudo rodando!
Uns pensam quem envolta do umbigo
Outros torcem o nariz
Ninguém aprende a ser feliz

Mesmo ungidos
Enquanto o universo o universo dança

Ateu Poeta 
25-09-2014

terça-feira, 23 de setembro de 2014

ZUMBIFICAÇÃO

terça-feira, 23 de setembro de 2014
ZUMBIFICAÇÃO
Jesus é um tiranossauro alienígena
Rex,rex,rex
E Deus uma barata hipocondríaco
Bipolar dançando jazz

O Capeta é uma rima proibida
Para menores de dezoito
Números sagrados de outras religiões
Que importa se sete é oito?

Larápios, mequetrefes e mentecaptos
Fazem o maior cabum
Não interessa mentira e verdade
só vaidade e zum zum zum

refrão:
As organizações sobrevivem do dízimo dos zumbis 
Todo mundo reza ajoelhado e finge ser feliz
(bis)

Ateu Poeta
23/09/2014

sábado, 20 de setembro de 2014

O MÁSKARA

O MÁSKARA

Eu canto, danço e represento
Só lamento se você não ri
Os poderes de Loki me fazem herói?
Mas, a loucura também também me corrói

No Coco Bongo, Vamos no chá-chá-chá
Porque tanta gente gente para enfrentar?
Walter, Pretórios, Gorgonzola
Senhora Pirman, Cronos e agora?

Gosmento e Cara-de-Peixe
É tanta gente
Milo, não me deixe!
Vamos em frente

refrão:
Eu sou o Máskara, eu sou o Máskara
Eu sou o Máskara
(repete2x)

Ateu Poeta
20/09/2014

CORAÇÃO BLINDADE

CORAÇÃO BLINDADO

Projéteis prosperam contra o bem comum
Projetos que promovem a destruição 
A mão de Máfia manda mais
É o novo Messias

Que derruba mil Golias
Mesmo sem ser Davi
Enquanto a nossa hipocrisia tola reluzia 
Fuligem que aflora e sufoca o jardim

O que irá fluir?
Todo mundo sói quer usufruir de tudo
E ficar mudo, sem dividir
Porque é a mais difícil das operação 

Os corações estão blindados nas repartições
São tantos seres sagrados feitos de ilusões

Ateu Poeta
20/09/2014

MENTIRAS

MENTIRAS

A verdade fria e  dura lhe faz fenecer
Ferida que não cura no seu coração
Tritura seu sonhos
Fratura ilusão

Antes você era feliz
E prefere isso a saber
A raiz das coisas
Para não sofrer

Quando tudo parece afundar
E o mundo todo tende a desabafar
Nessa grande armadilha feia e bruta
Só uma coisa lhe faz rir à luta

refrão:
Você precisa de mentiras pra sobreviver
Você precisa de mentiras pra sobreviver

Ateu Poeta
20/09/2014

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

AL CAPONE EM ALCATRAZ

AL CAPONE EM ALCATRAZ

Nos anos 30, em Chicago
Após cada registro decodificado
Pelo guarda-livros  capturado
O fanfarrão foi julgado 

Por dever ao fisco, um assassino enjaulado
A Máfia Italiana não dispensa
11 anos, eis a sentença
Muito sangue fora derramado

Elliot Ness e "Os Intocáveis"
Quase morreram em vão
Verdadeiros paladinos em ação
Com incrível  determinação

Alcatraz deprimiu Al Capone
Nada que nos emocione

Ateu Poeta
19/09/2014

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

DIAMANTE: CAP12: APÓFIS

DIAMANTE: 
CAP12: APÓFIS

O Vampiro Supremo de repente aparece partindo o raveno ao meio com um só golpe e nisso, Dion derruba o Supremo com uma voadora no meio da testa.

A verdadeira Apófis chega chega e engole o Vampiro Supremo, depois sai engolindo tudo à sua frente, fica mais gigantesca e se multiplica.

Longe dali, num outro universo escuro, eclodem muitos ovos de onde saem larvas que logo evoluem para vampiros de todas as raças e saem cada um para conquistar outros universos ou até cubos mágico automáticos inteiros.

Enquanto isso, Dion tem um intenso ímpeto de correr e foge velozmente mas em vão porque Apófis e seus clones engolem todo aquele universo e Dion vai parar no estômago de um deles.

Concentrando todo o seu poder Dion explode em milhares de raios, destruindo todos os clones e Apófis, os novos vampiros e todos os cubos mágicos automáticos com todos os universos restantes.

Ateu Poeta
18/09/2014

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

SIGURD E O DRAGÃO

SIGURD E O DRAGÃO

São Jorge de Anicie é imitação
Também Rei Arthur, Aquiles
E mais uma legião
"O anel os Nibelungos" era maldito

Por isso o nosso herói se foi para o infinito
Sozinho matou o dragão Fafnir
Sigurd, sem temor, um deus neto de Odin
Inspirou estórias como "O soldadinho de chumbo"

"O senhor dos anéis"
E muitas outras pelo mundo
Fora criado como Erick, o ferreiro
Mas, nas veias pulsava sangue de guerreiro

No fim, assassinado por ciúme e traição
De nada serviu o seu nobre coração

Ateu Poeta
17/09/2014

terça-feira, 16 de setembro de 2014

SANGRIA

SANGRIA

A arte é sangria
Vazio, excessos e calafrios
Que se coadunam com a gente
E daí quebram em catarse 

Sobretudo a poesia
Nela jogamos a bagagem
Toda a sinfonia interior
Terror, paixão, ilusão e dor

Tenor, soprano e contralto
Autocontrato e franquia
Superação de toda a tristeza 
Firmeza que vem sem razão

Escravo que se faz rei
Aprendiz vira sensei 

Ateu Poeta
16/09/2014

VERSO CALADO

VERSO CALADO

O inverno brota
No Inferno e lorota da mesma canção
Fração espectral em teu seio
Vai que o universo seja eterna ilusão

Teu olhar é radiação
Que me derrete a face
Musica o dia
Destoa o violão

O poeta à toa perde o refrão
Na curva mais sinuosa
Tua boca é uma rosa primorosa
No meio do meu coração

Longe de ti cada verso é calado
Mero paradoxo alado e sem razão

Ateu Poeta
16/09/2014

EU NUCA VI O TEMPO

EU NUNCA VI O TEMPO

Eu corri atrás do Tempo
Que fugia de mim
Quase me afoguei
Fui jogado no jardim

Já fui atropelado
Corri pelado no telhado
Fiquei no travesseiro ajoelhado
Joguei futebol com dedão esfolado

Já fui reprovado e talvez meio pirado
Também já me apaixonei
Toquei, dancei e cantei desafinado
Só nunca encontrei a minha highway

refrão:
E hoje o Tempo ainda corre demais
Não adianta correr, não adianta ir atrás
(bis)

Ateu Poeta
16/09/2014

sábado, 13 de setembro de 2014

MAR NA SACOLA


MAR NA SACOLA

Nenhum mal vem para o bem
Isso é conversa fiada
 Procuro nova razão
Outro portal e alvorada

Pego a estrada com a viola na mão
Aquela estação está lotada
Não vou desistir
Para o coração cair de novo na mesma cilada

A vida é mais que essa salada de emoção
Esta noite não irás me seduzir
Aprendi a resistir
Para não me ferir

refrão:
Nada me parará agora
Deixo tudo pra trás e levo o mar na sacola
(repete 3x)

Ateu Poeta
13/09/2014

TÉCNICA TECTÔNICA

TÉCNICA TECTÔNICA

Os passivos jamais terão paz
Voto facultativo faz um país
É preciso pás para o juízo do juiz
 Pátria, matriz, máquina infeliz

Um novo olhar ortodoxo 
Paira no ar
Para-raio paralelo em paradoxo
Pressa, promessa e pressão

Política, catarse e fusão
Técnica, análise e vulcão
Tectônica placa cerebral
Abissal estatística sem razão

refrão:
Imenso vazio no coração
Ladrão, roubaste a minha ilusão
(repete 3x)

Ateu Poeta
13/09/2014

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

MACRO-HISTÓRIA


MACRO-HISTÓRIA

EUA, Rússia, China
Líbano, Líbia, Israel
Ucrânia, Grécia, Senegal
Qual será o troféu?

Síria, França, Alemanha
Itália, Argentina, Brasil
Nigéria, Coréias, Palestina
Quem segura o fuzil?

Cospem pra cima
Como io-io ou bumerangue
O mundo é réu e refém
De uma grande gangue

refrão:
A História é uma fraude feita de sangue
Fraude feita de sangue, fraude feita de sangue
(repete 3x)

Ateu Poeta
12/09/2014

terça-feira, 9 de setembro de 2014

DEMOLIDOR

DEMOLIDOR

Demônio cego da noite
Com sonar de morcego
Sou advogado
E jamais tenho medo

Não me faço de rogado
Sou lutador
Com um segredo
Sou Demolidor

Como perigo no café da manhã
Se falta justiça no afã
Daí eu surjo 
Com bravura e empenho

refrão:
Cumpro a promessa que fiz ao meu velho
Nunca desisto e uso traje vermelho
(repete 3x)

Ateu Poeta
09/09/2014

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

HOMEM-ARANHA

HOMEM-ARANHA

Voo pelo céu da Marvel
Em teias que eu mesmo fiz
Órfão de pai, mãe e tio
Também mereço um final feliz

Electro, Venon, Escorpião
Três duendes, Carnificina
Rino, Octopus, Rei do crime
Há um louco em cada esquina

Mil amigos me ajudam
Blade, X-men, Homem de Ferro
Madame Teia, Dr. Estranho
Essa vida tá um inferno

refrão:
Oh! Marie Jane, Oh! Marie Jane
Se soubesses quanto eu te quero
(repete 6x)

Ateu Poeta
04/09/2014

ABISMOS FENÍCIOS

 ABISMOS FENÍCIOS

O instinto destrói toda a sanidade
Cria falsa saciedade do vício
Não obedece às leis da sociedade
Nos joga em abismos fenícios

A verdade não é aforismo da razão
Porque é absoluta
Independe das mentiras dos homens
Com seus deuses cruéis

Uma vez em Esparta e seus cartéis
Melhor ser lutador nos quartéis
Todo mar preso gera imensa maré
Força contida vira onda de explosões

Pressão é a prova
Nada nunca mudou

Ateu Poeta
04/09/2014

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

O CONDE DE MONTE CRISTO

O CONDE DE MONTE CRISTO

O tesouro de Spada um padre mostrou
A ler o ensinou e também a lutar
Além de Filosofia, Economia, esgrima e contar
Agora aprendeu a matar

Soldado-capitão vira conde e compra um balão
Para Villefort, Danglars e Mondego
Traz a vingança na mão em segredo
Sem medo na grande mansão

Fora preso no Castelo d'If por causa de Napoleão
Com uma carta de traição e falso amigo
Que roubou-lhe a noiva e deixou-lhe ferido
Traiçoeiro feito escorpião 

refrão:
Zatara, ZAtara, jogado ao mar
Zatara, Zatara, Zatara

Ateu Poeta
03/09/2014

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

DANY

DANY

Esqueça tudo por um minuto
E dance comigo ao abrigo do som
Sem drama, sob a trama do neon
Não trema no teorema enxuto

Tire o luto do coração
Deixe fluir a canção
E dance, dance, dance, dance, dance
Dance, dance, dance, dance, dance

O tempo em transe para por um triz 
Toda vez que alguém é feliz
Talvez para aprender
Pois nada pode prender

refrão:
Dance, dance, dance, dance, Dany
Dance, dance, dance, dance, dance
(repete 5x)

Ateu Poeta
01/09/2014
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.