quarta-feira, 12 de novembro de 2014

ROBOCOP

ROBOCOP

"A ilusão do livre arbítrio"
Trítio, vibranium, adamantium
O homem já é uma máquina falha
Com fria mortalha estendida

Feito capa de herói
Sua sede o corrói
Ódio, medo e a própria lucidez
Propina, prótese, propriedade imprópria

Insensatez, vingança, lei
Um policial que foge do controle
Cybercop batimizado
Semivivo e rebatizado 

O cérebro é mais complexo do que pensamos
A verdadeira arma que usamos

Ateu Poeta
12/11/2014
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.