Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

sábado, 21 de fevereiro de 2015

CHUVA DE SAUDADE

CHUVA DE SAUDADE

http://ateupoeta.blogspot.com.br/2015/02/chuva-de-saudade.html
CHUVA DE SAUDADE

Sem você nada faz sentido
Flechas de libido ferem o fio da razão
Sinal de sinapse sempre sofrido
Chuva de saudade no meu coração

Tudo funciona a ferro e fogo
A vida é um jogo de dor e prazer
Curta metragem de guerra e leveza
Faz a pureza da paz fenecer

Florescem paisagens, fluidos corporais
O universo são versos sem freio
Centeio de galáxias virtuais
Sozinho eu existo ao meio 

Sinto o vazio frio da solidão
Seu seio tem sabor de canção

Ateu Poeta
21/02/2015

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

BELEZA IMANENTE

BELEZA IMANENTE

A paixão vem salutar
Deixa sem ar até coração de concreto
Inteligência torna o ser mais completo
O mundo se faz dialeto 

Beleza profunda e imanente
Corpo, rosto e mente
Vale à pena se aventurar
Afinal, quanto tempo temos

Nessa bola azul esferográfica?
É tudo uma questão geográfica
Esse céu de condor dará abrigo
A um poeta que nunca voou

Assim como o pão virá do trigo
A minha paz só existirá contigo

Ateu Poeta
16/02/2015

domingo, 15 de fevereiro de 2015

UNIVERSO INVERNAL

UNIVERSO INVERNAL

Luma ao luar exala versos de prazer
O caos exalta a evolução do amanhecer
O sonho compõe a estrela mais alta
A ribalta canta para quem se impõe

A estrada estrala o inverso do desejo
Cataclisma, vento e trovão
O universo invernal em eterna expansão
Dança sem dono, magistral

A vida é mero fractal
Catarse, pressão e movimento
Sopa elemental
Espectro de carbono

Conflito sem sombra final
Seu próprio alimento, fomento e rival

Ateu Poeta
15/02/2015

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

VAZIO DA MENTE

VAZIO DA MENTE

O vazio da mente?
Preenchas com poesia
Se a nostalgia vier
O frio da solidão

Pela janela a imensidão se estender
O mundo não te entender
E te fizerem ficar mudo
Mudes

Escrevas
A ler te atrevas
Que as trevas sumirão
Do âmago do teu coração

Surgirão novos horizontes
Uma ideia em cada vagão

Ateu Poeta
10/02/2015

sábado, 7 de fevereiro de 2015

CÁLAMO DE PODRIDÕES

CÁLAMO DE PODRIDÕES

Estilhaços
Os meus passos já não passam mais
Em cartaz está a trama do herói
A sua própria Alcatraz

Jazz que jaz ao blues escarlate
O céu explode numa ode azul
Assim, equinoide e sem pirâmide
Lâminas leves lambem labaredas

As cartas cortam a mesa
Quebram represas
Repreendem ilusões
As canções agora calam

O cálamo só compõe podridões
Para onde caminham as próximas gerações?

Ateu Poeta
07/02/2015

INEQUAÇÃO DA TRUCULÊNCIA

INEQUAÇÃO DA TRUCULÊNCIA

Os dois problemas da existência
O excesso e a escassez  
Paradoxos proporcionais
Proparoxítona do porão parabólico

Portal proporcional propenso a pensar
Simples símbolo simbiótico
Sambando sempre sarcástico
Tudo satura

Zatára, Zagreus, Zathura
A essa altura, quem é Deus?
Mera flecha exponencial
Da inexistência astral

Transubstanciação da quintessência
Aonde o homem perde a razão

Ateu Poeta
07/02/2015

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

RÉSTIAS DE SANGUE

RÉSTIAS DE SANGUE

No meio da poesia eu crio tempestades
No seio da insanidade eu semeio o furacão
Na canção de Anúbis eu cortejo Clio e Idun
Não desejo mundo algum

Além da minha própria liberdade
Cada amarra me sufoca
Câmara, ânfora, caverna
Todas as certezas internas desabam

E se propagam as dúvidas pelo mundo
De interrogação em interrogação
A exclamação aprende a gemer
O ponto vira vírgula no final

Como um verso vivo artesanal
Feito de réstias de sangue

Ateu Poeta
07/02/2015

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

POR ONDE ANDEI

http://ateupoeta.blogspot.com.br/2015/02/por-onde-andei.html
POR ONDE ANDEI

Por onde andei?
Só sei que me perdi
Cantei canções que nem sei
Tive pena de mim

Sorri quando nada tinha graça
À desgraça me rendi
Sonhei 
E te levei comigo à deriva

Até o camarim
E a ribalta se abriu
O mundo proferiu a dose mais alta
Voei 

Foi então que cai e voltei 
À estrada sempre viva e sem fim

Ateu Poeta
05/02/2015
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.