Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

terça-feira, 31 de março de 2015

FÊNIX

FÊNIX

Quem dera renascer das cinzas feito Zagreus
Que o raio de Zeus não pôde de destruir
Eis o primeiro ébrio-herói que a Grécia conheceu
Que mora perto do céu

E nunca foi ao coliseu
Renasceu também da cabeça
Nos seios da sabedoria
Alegoria de Osíris

Sua vida era de violino, vinho
E muitas amantes
Bacanas bacantes em banquetes bacanais
Velhas alegrias

Regiam as sinfonias
Dos velhos carnavais

Ateu Poeta
01/04/2015

UNIVERSO DE LEGO

UNIVERSO DE LEGO

O universo é verso sem autor
Lego subatômico
Sem protetor
Teia fractal

Espectro
Reconfigurações
Erros e padrões
Nossa mente tem grilhões

Por milhões de evoluções
Verbo não substancia em carne
Em nenhuma das estações
Mentiras regem os guardiões

Miríades de razões na caverna de Platão
Nega a verdade quem se curva ao panteão

Ateu Poeta
01/04/2015

segunda-feira, 30 de março de 2015

MENTES CONTUNDENTES

MENTES CONTUNDENTES

As mentes mais contundentes
São as menos confiáveis
Pregam para todos
Verdades inquestionáveis

Embebidas em ilusão
Fora da ciência
Carência
Demência

Mera falsificação
Delinquência destilada
Em jazidas adornadas
Trazidas ao trago

Dissonante dissabor
Ferrugem camuflada de flor

Ateu Poeta
31/03/2015

sexta-feira, 27 de março de 2015

DELÍRIO DEVORADOR

DELÍRIO DEVORADOR

Divina dívida de dados
Dividendos, dardos doidos
Diocese diabólica
Diáspora, ditongo ditador

Dia da datação
Diástole, dissabores dissonantes
Diafragma, Dante, Dalva
Dior, dadaísmo docente

Dio, decassílabo dolente
Diós, delírio devorador
Dion, dica digital
Dioniso decapitado, ditirambos

Dinheiro diante do dendê
Diamante, doravante desenvolver

Ateu Poeta
27/03/2015

quarta-feira, 25 de março de 2015

DEUS NÃO EXISTE

DEUS NÃO EXISTE

Deus não existirá 
Porque está escrito
Será sempre um mito
Mera ilusão

Ilustração 
Transubstanciação
É muito esquisito
Não aparecer para a multidão

Apenas lunáticos veem sozinhos
Através de vinhos 
Vinhas que ninguém vê
Essa ideia um dia virá a fenecer

Que hoje é euforia contra o prazer
Quando a sanidade enfim vencer

Ateu Poeta​
25\03\2015

sábado, 21 de março de 2015

MEROS MORTAIS

MEROS MORTAIS

A dor me atinge em cheio
A vida leva os meus
É uma pena não existirem deuses
Os meios semeiam meros mortais

Talvez o choro seja medo
Inconscientemente saber
Que o futuro é um só
O fruto volta sempre à semente

Do broto aflora nova árvore
Para o átomo não há ultimo ato
Desato em nós
Minha garganta não emite o grito

No fim será tudo sussurro
Murros no muro de vento

Ateu Poeta
21/03/2015

quinta-feira, 19 de março de 2015

NOVA YORK CORPORATION

NOVA YORK CORPORATION

Cap1: O GRANDE ASSALTO

Dois amigos andando, Darkson de preto e Adam de marrom.

_Se você for me matar, atire agora, Darkson, eu sei que o chefe está zangado comigo por eu investir todo o nosso capital em ações de uma empresa quase falida do Brasil.

_Eu jamais atiraria em você pelas costas.

Enquanto isso, em uma TV de Nova York: _Presidente  do Brasil se reúne com acionistas de várias empresas S.A. e proporá novo acordo para tirar o país de sua maior crise dos últimos 10 anos.

Outro canal: _Crise no Brasil: presidente aumenta taxa de impostos. Nunca esteve tão elevado como nos último 20 anos. Esta pode ser a época em que a inflação será maior em todos os tempos no país. Cuidado, investidores, esse é o pior momento para se investir neste país.

Darkson e Adam entram no carro preto e vão para o prédio mais alto da cidade. Ao chegarem, Darkson explica: _Quando eu aperta este botão_ Tira um controle preto do bolso_ o campo de força deste prédio será desligado por um segundo e você pula. _Adam bate no campo para provar que o que o outro falara seria verdade.

_Em 3, 2, 1_ Fala Darkson_ Adam pula e o campo se fecha novamente._ Agora, Adam, siga em frente com o plano.

Ao entrar, o primeiro policial de azul o cumprimenta, mas Adam nem olha para ele. Segue-se duas filas de soldados que vão batendo continência por certa de 500 metros. Adam sobe em um carro elétrico no qual dirige por mais uns 3 quilômetros dentro daquele prédio até um elevador que o leva ao último andar.

Adam segue até um segundo elevador que o leva até o primeiro andar e depois a um outro que o leva até o térreo, onde fica o cofre, e na entrada, o guarda lhe para e diz:_ Identificação!_Adam tira um cartão amarelo igual ao que fica no bolso de todos os funcionários daquela empresa e aperta nele um botão, o que é suficiente para todos os outros cartões injetarem em seus respectivos donos uma dose pequena de um veneno que os faz desmaiar na hora, mas apenas na imensidão de guardas.

As câmeras não registram todos os guardas que caíram porque Adam está usando um aparelho que cria hologramas para todas as câmeras do prédio, nem mesmo a sua presença é filmada. Para as câmeras ele é invisível.

Adam Aperta um botão em outra parte do cartão e o cofre se abre. Na sala onde todas as jóias seriam de ouro, encontra a sua namorada.

_O que está fazendo aqui?

Lá fora Darkson imagina:_ Se eu matar Adam agora eu serei um herói dentro da organização e se não o fizer eu serei tão culpado quanto ele pela falência da nossa associação.

Na Nova York Corporation, enquanto isso, o chefe e o vice-líder assistiam TV.

O vice-líder diz:_Nossa, quem diria que isso aconteceria hoje no Brasil. Chefe, nós temos que mudar os planos imediatamente para Darkson e Adam em função dos últimos acontecimentos.

A reportagem mostrava o presidente do Brasil em pronunciamento, mas o discurso ainda não havia começado e pequenas letras passavam embaixo da reportagem, mas àquela distância não dava para ler.

_O que você sugere?

O vice-líder o puxou pelo braço até a frente da TV e disse:_ Espere aí o pronunciamento e o senhor mesmo saberá o que fazer. Na verdade, eu nunca esperei isso daqueles dois.

Nesse momento, dentro do cofre, Adam e sua namora, Lúcia, estão a interrogar um ao outro. Ele indaga: _Você não trabalha no último andar deste prédio? O que faz aqui?

_Como você sabe onde exatamente eu trabalho se nunca nem lhe falei em que prédio eu trabalho?

_Na verdade eu sou policial e tenho um mandado para prendê-la, mas como você já está presa no meu coração eu vou fingir que não achei você_E lhe deu um grande beijo na boca.

Ela olhou desconfiada  e falou:_ Olhe isto._ Apertou um botão em seu relógio banhado a ouro e todas as jóias de ouro da sala se condensaram por magnetismo naquele relógio. _Está vendo como foi fácil roubar bilhões em segundos, meu amor?

_Na verdade eu nunca estive interessado em todo este ouro; aqui tem coisa mais valiosa._Ela olhou desconfiada e saiu. Viu aquela fila enorme de guardas caídos mais fez o mesmo trajeto para chegar ao último andar e sentou-se calmamente em seu birô. De lá ligou a TV e começou a mexer no computador e investir em ações.

CAP2: O DIAMANTE MAIS CARO DO MUNDO

Adam entrou mais fundo no cofre apertando um terceiro botão em seu cartão abriu-se uma porta metálica que não dá para ver quando estão fechada, um quarto botão faz com que os lasers se recolham e ele possa pegar a pedra roxa dentro da redoma de vidro; o diamante mais caro do mundo.

O trajeto é novamente refeito até fora do prédio, por onde coincidentemente passavam vários policiais. Darkson, encima de outro prédio, avisa, por um botão no ouvido, a Adam:_Olha, desta vez você vai fingir falar no celular por um momento; aí está cercado de guardas.

Adam pega o celular e continua:_Pior que isso, meu amigo, só esses super-heróis chatos aparecendo agora.

_Eu espero tudo, meu caro. Espere mais um pouco porque há uma daquelas cenas cinematográficas de perseguições; um cara roubou a bolsa de uma senhora enquanto outro espera no carro um terceiro sair com sacos de dinheiro de um banco.

_Eita, parece que hoje o dia promete.

_Eu vou aí. Passarei por seu segurança particular.

Ao chegar, um guarda estranha Darkson estar tão calmo e indaga: _Você também é policial?

_Olha, não me entregue, ou eu o descredencio_Blefa_ estou em missão especial de proteger um dos acionistas deste prédio_ Mostra um distintivo da C.I.A.

_Como não me passaram esta missão? Eu estou disfarçado aqui há dois dias e eles me mandam cobrir aquele assalto que você deve ter visto._ Darkson mostra novamente o distintivo em que está escrito em vermelho “General Freitas„._ Ao ler aquilo, o soldado olha nos olhos raivosos de Darkson, pega em seus ombros e se pronuncia pela última vez: _Desculpe-me, general, sinto muito pelas minhas reclamações. Eu voltarei ao mesmo posto imediatamente e se quiser trago reforço.

_Qual a parte do “não me entregue ou eu o descredencio„ você não entendeu?_ O soldado sua frio, bate continência e volta ao seu posto, na outra rua.

Darkson aperta o botão do controle e Adam pula com um grande sorriso. Já no carro Adam revela:_Eu vou dar um grande presente para o nosso chefe que vai impedir a minha demissão e torná-lo o homem mais rico do mundo._ Abre a mão e mostra a pedra a Darkson, que admira e por um instante perde o seu momento de frieza, chegando a perder um pouco a direção, mas logo torna a si.

_É uma pedra bem bonita. Não seria melhor nós vendermos e virarmos nós dois os homens mais poderosos do mundo?

_Nós não conseguiríamos. O chefe tem contatos que comprariam dele esta pedra e que matariam qualquer outro por ela. Este é o diamante roxo, a pedra mais cara do mundo.

CAP3: MOMENTOS DE ILUSÃO

O que Darkson não sabia é que aquela organização matara o pai de Adam, mas que ele estava em grande conflito porque depois que entrou via nele e em muitos outros seus melhores amigos de uma vida inteira, daí não sabia se conseguiria dar cabo da vingança.

Ao chegarem a um determinado bairro acharam uma das entradas secretas, mas Adam adverte:_Estamos sendo seguidos.

_Não venha me dizer que estes super-heróis virão nos perturbar agora!

_Perfeitamente. Você sabe que eu tenho este sentido de perigo.

_Lá vem você, Adam, com seu misticismo de sentido aranha. Pela última vez, eu vou irei dizer isto: você não é Peter Parker e não tem..._ Um homem até então invisível tropeça e chama atenção de Darkson, que agora começa a acreditar no sentido do amigo.

_Venha cá e depois você verá se eu terei que ter uma lição de moral, Darkson!

_Não, Adam, você sabe muito bem que nós só temos três.

_Cale-se! Este momento é aquele de usar. Você verá. _Os dois juntos apertam um botão no cinto e uma onda elétrica sai dos dois e se expande por 10 quilômetros. Muitos homens invisíveis caem de prédios salvos por muitos heróis que surgem de repente voando. Todo o bairro se modifica e revela vários soldados se debatendo no chão, por causa da onda de choque, que não eram visíveis antes; as fachadas de todos os prédios mudaram e mesmo carros que passavam nas ruas não eram reais. Adam aperta outro botão no cinto e liga um holograma em que ele e Darkson viram policiais, mas não adianta, em segundos mais de vinte super-heróis velozes e voadores se punham em círculo ao redor dos dois.

Darkson agora ativa a segunda onda de choque e todos caem se debatendo ao seu redor. Atiradores de elite a 20 quilômetros também são atingidos e caem de prédios e helicópteros. Alguns pilotos colidem e começa um caos de explosões no céu e colisões em vários bairros decorrentes da queda de vários helicópteros nas avenidas e em alguns prédios que chegam a cair.

CAP4 :  O NOVO LÍDER

Darkson e Adam andam, passam por um viaduto longe dali e descem por uma escadaria até um grande esgoto para uma entrada secreta para um túnel abaixo do esgoto. De lá vão andando até uma estação de metrô secreta da organização e descem em outra entrada que dá em um elevador que leva até o escritório de Darkson.

_Agora, Darkson, nós vamos fazer esta surpresa ao chefe, que com certeza nos parabenizará e nos porá como cabeças desta organização. Em pouco tempo a nossa máfia será a maior do mundo._ Adam abre a porta e os dois dirigem-se a outro elevador e em seguida à porta do escritório do chefe, onde estavam dois grandes seguranças de smoking preto e um deles pergunta: _Têm hora marcada?

Darkson responde:_Sim_ e dá um grande choque saído de suas luvas nos dois seguranças que caem desmaiados._ nós temos. Agora nos deixem passar.

Darkson e Adam são olhados pelo chefe, que diz:_Muito obrigado, Adam, agora você vai ser promovido. _E restaura aumenta o som da TV.

Na TV as últimas notícias: _Brasil sobe de ontem para hoje para o país mais rico do mundo e torna-se de primeiro mundo, seguido de perto da China que também ultrapassou os Estados Unidos. A grande obra por trás de tudo foram acordos com o presidente que subiu ações em 100 vezes de todas as empresas S.A. do país, o que se estima que subirá os investimentos de capital estrangeiro em 5 mil por cento no segundo trimestre.

Mas, pode ocorrer o contrário, pois empresas como a N.Y. Corporation que investiu um capital de 5 bilhões em uma empresa falida, que, com este capital, comprou ações de outras empresas cujo lucro foi maior do que 100 vezes, pois estas empresas apostaram em empresas chinesas que também compraram ações do próprio governo brasileiro que por sua vez comprou ações das principais cidades dos Estados Unidos e dos tigres asiáticos, podem tirar o capital a qualquer momento.

Se a Nova York Corporation sacar todo o seu lucro, que agora é mais de 5 trilhões, devido a outras manobras em conjunto das várias empresas, pode colocar os Estados Unidos de novo no topo do mundo que passará de 3º para 1º mais rico do mundo novamente e isso fará o Brasil cair para 3º ou menos porque pode levar os investidores do mundo todo a investir na própria N.Y. Corporation, pois ela é uma das principais influências do Brasil ter crescido tanto em um dia junto com ações do presidente.

Acredita-se que a N.Y. Corporation vai crescer ainda mais e que o governo Brasileiro chamará alguém da empresa para ocupar um cargo no governo, talvez de assessor financeiro do próprio presidente.

O vice-líder se levanta e grita:_ Você não pode dar o me cargo para ele!_E morre com uma bala na testa atirada por Darkson.

_Agora pode._Pronuncia Darkson com a mesma calma que o Batman teria, ou mesmo o James Bond.

O chefe olha de lado e franzindo a testa apenas e revela o real plano:_ Eu irei me aposentar. Darkson, agora você assume o cargo vago de vice-líder e Adam, você será agora o chefe desta organização. Eu vou tirar todo o dinheiro do Brasil e entrar em férias definitivas, vou curtir minha juventude jundo da minha família. Não quero mais saber de crime.

Darkson dá um tiro na testa de Adam e o chefe olha para ele espantado:_ O que fez, homem?

_Cale-se! Agora o chefe sou eu._ Darkson tira o diamante do bolso do Adam e entrega ao ex-chefe e diz por fim:_ agora você vai passar a conta bancária da organização para mim com senha e tudo e todos os seus acessos, mas eu não tirarei o dinheiro do Brasil, deixarei lá. Este diamante agora será seu e vale bem mais que esses 5 trilhões que a Nova York Corporation tem e eu sei que apenas você conseguirá vender e que dele tirará não apenas a sua aposentadoria como também será agora o homem mais poderoso do mundo. Eu serei o segundo.

_Eu só não entendi, Darkson, como você pode matar o seu melhor amigo de toda uma vida.

_Eu descobri que esta associação criminosa matara o pai dele quando ele era criança, um policial que ia prender o antigo chefe, o seu pai; e agora ele pretendia se vingar. Mataria você e toda a sua família.

O ex-chefe vira-se de costas saindo e diz: _Não precisa explicar mais nada, meu irmão. Isso levaria a você, por ser meu irmão mais novo e a todos os outros. Você apenas estava defendendo a própria pele, como sempre.

_Exatamente.

O ex-chefe sai da sala e escuta outro tiro.

CAP. 5 A REVIRAVOLTA

O tiro explode na cabeça de Darkson e outro na cabeça do ex-chefe, o primeiro disparado pelo vice-líder que estava mais do que vivo e o segundo por Adam que fizeram um acordo com ele algumas semanas atrás.

Numa reunião informal na praia Adam dizia:_ vamos trocar as balas de Darkson por festim porque ele vai matar você e em seguida a mim.

_Quem disse isso a você? Na verdade o chefe está planejando matar vocês dois.

_Não, isso não é verdade; eu tentei quebrar a empresa mais um acordo na semana que vem tirará o Brasil do buraco e eu serei convidado a ser o novo chefe e outra, eles dois são irmão. O chefe e o Darkson jamais se matariam.

_Como você sabe disso?

_Eu tenho um sentido de perigo que se desenvolveu tão intensamente que eu consigo agora prever muitas ações de muita gente em várias partes do mundo e geralmente ler pensamentos também. E eu sei que você agora duvida, mas quando Darkson meter uma bala de festim na sua testa e outra na minha, semana que vem, você saberá que eu estava correto. E em seguida nós acusaremos Darkson de matar o ex-chefe e você assume a direção da organização e venderá o mais caro diamante do mundo em nome dele e nós dois dividiremos o lucro.

_Adam, se isso for verdade, nós dois seremos os mais ricos do mundo.
_Hunrum. E assim como Darkson se conformaria com isso e você o verá admitir, eu me conformo em ser o segundo cara mais poderoso do mundo. Não tenho nenhum problema com isso.

Ambos riram, brindaram e gritaram juntos: _Viva o amanhã!

Ateu Poeta
19/03/2015

sábado, 14 de março de 2015

CEGO



CEGO

Aquele que não enxerga de dia 
Será o teu guia na escuridão
Aí verás que o verdadeiro cego
É quem infla o ego de ilusão

O problema não é a venda
Mas a legenda que tu não lês
As leis não têm vez
Na tênue teia que prende a tez 

Porque os juízes estão à venda
Seio sem sombra de solidez 
A pátria só é amada 
Quando não é amarga a sensatez

A mamada calculada 
É tão desejada quanto a embriaguez 

Ateu Poeta 
14/03/2015

terça-feira, 10 de março de 2015

AFSÂNAS

AFSÂNAS

Mudar o mundo?
Não
Talvez mudas plantar
Emudecer?

Sei lá
Se preciso for
Enquanto a pluma não falhar
Poderei mergulhar no caos profundo
Do abismo mais moribundo de Thanátos

Artefatos de Lílith à Idun
Mero ibarium 
Afsânas de outra quitab 
Quem sabe

Enquanto xir existir 
Voarei por aí até o espaço chiar

Ateu Poeta
10/03/2015

segunda-feira, 9 de março de 2015

PASSARINHO VERDE

PASSARINHO VERDE

Então, as ideias se vão
Esqueces tudo que antes te consumia
Sumiu de outrora todo o sentido
Mundo embebido na ânfora do agora
A âncora afora faz aferir o passado

Em estado de libido
Até que um passarinho verde
Traz a verve em sinfonia
Sintonia de Verne 

Poesia que nascera
Quando tudo havia sumido
A estrada não pensada

A tua cabeça volta ao rodopio
Arrepio ao gostar novamente do que já estava esquecido

Ateu Poeta
09/03/2015

domingo, 8 de março de 2015

ODE ÀS MUSAS

ODE ÀS MUSAS

Sem a musas o poeta não é nada
Mas se engana quem pensa que elas são deusas
Supremas, irreais
São na verdade as mulheres

De carne e osso
Trabalho e sonhos
Carinho e remorsos
Seres mortais

E sua mortalidade é que dá graça
Com charme que supera os defeitos
Até Eros se rendeu
Seduzido, não pode cumprir o seu papel

Levando ao seu céu, Monte Olimpo
A bela Psiquê

Ateu Poeta​
08/03/2015

POR ONDE ANDEI

POR ONDE ANDEI

POR ONDE ANDEI
(E-book de 27 autores)

Baixe o e-book ou leia virtualmente:

sábado, 7 de março de 2015

VIA DE MÃO DUPLA

VIA DE MÃO DUPLA

Refrão: 
Não me julgues, não queiras ser o meu juiz
Sinto muito se não pude te fazer feliz

Pra que sentir ciúmes do passado?
Mal entendidos devem ser superados
Não quero ter um coração aprisionado
Vamos nos dar liberdade, cada um pra um lado

Nunca foi minha intenção te fazer chorar
Também sinto saudade sempre ao respirar
Meu coração sofre tanto quanto o seu
Mas não adianta insistir se a confiança feneceu

Boatos não são fatos, não é minha culpa
Vejas tudo com a própria lupa
A vida é simples e manda ir à luta
Seguir em frente nesta via de mão dupla

Ateu Poeta
07/03/2015

DEUS DE ILUSÃO


DEUS DE ILUSÃO

refrão: Que história é essa que o verbo se fez carne?
Cale a boca e deixe de alarde!

O verbo se fez subversivo
Porque estava vivo e longe da prisão
Ficção além do teu juízo
De juiz que não sai do balcão

Queria escrever uma canção em poesia
Louca sinfonia no alvorecer
Que desate esse ocaso carrasco sem sintonia
Triste melodia do entardecer

Quem dera matar a mentira da mente
Tolher a torpe semente da destruição
O verbo se fez verso mas está morto
No peito torto de um deus de ilusão

Ateu Poeta
07/03/2015

quinta-feira, 5 de março de 2015

VARINHA DE CONDÃO


Arte é catarse e junção
Solidão
Cura, amargura e ilusão
Frustração

Arma e armadilha dum ser são
Furacão
Sede, seda, sede e sensação 
Sedução

Crime, euforia e prisão
Facção
Nuvem sem varinha de condão
Fração

Feixe, peixe e facão
Freio, frenesi e fricção

Ateu Poeta
05/03/2015

terça-feira, 3 de março de 2015

CARRASCOS-CAMICAZES

http://ateupoeta.blogspot.com.br/2015/03/carrascos-camicazes.html
CARRASCOS-CAMICAZES

Força de ataque é almanaque de guerra
Jamais teremos paz sobre esta Terra
Sobre esta Terra, sobre esta Terra
Sobre esta Terra, sobre esta Terra

Seres que só somam sangue e destruição
Caos nas mãos de sedentos carrascos
Balas, bombas, mísseis e camicazes 
O mundo se esvairá em explosão 

Dentes de feras vorazes
Incapazes de construir
Matam por dinheiros, Deus e religião
Notas da canção que nunca terá fim

Todos querem o jardim e a maçã
Tolos se ferem sob a luz da manhã

Ateu Poeta
03/03/2015
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.