sábado, 11 de abril de 2015

INTERROGAÇÃO

INTERROGAÇÃO

Toda dúvida é fração
O cérebro faísca
Pulsa o coração
Cada órgão o sentir imprecisa

Muda o mundo aferir?
Talvez
Será estupidez vagar se tudo é ciclo?
Voltará tudo ao mesmo lugar 

Sonhar é voar a esmo
Sempre sobrará
A interrogação
Algum peso

Sem preço, pressa ou apreço 
Nas falhas da percepção

Ateu Poeta
12/04/2015
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.