segunda-feira, 6 de abril de 2015

PLUMA COLORIDA

PLUMA COLORIDA

É colorida a minha pluma
Porque há brumas no meu sangue
Maminoramas nas asas
Peito em brasa

Mente salutar de sonhador
Vislumbres de sofredor 
Porque sem dor não se vive
Neste céu do condor

Do diáfano é que ver o sabor
Cada cor floria 
No seio da sinfonia rupestre
Em noite sem mestre

Nostalgia campestre
Lua sempre em sangria

Ateu Poeta
07/04/2015
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.