terça-feira, 19 de maio de 2015

COLINAS DE SANGUE

http://ateupoeta.blogspot.com.br/2015/05/colinas-de-sangue.html
COLINAS DE SANGUE

Não adianta encobrir o sol
O anzol está na garganta
E o teu alarde não apaga a dor
Que arde em vão

Cada coração cora na cor do vil metal
A vida é um fino funil febril de cristal
Do outro lado está a morte
Com a sorte de não mais cantar

Tudo o que é próspero se esvai no ar
A primavera termina
Contamina de quimera a minha aliteração
Outra lira reverbera na imensidão

Quem será o próximo a partir?
Partilha, partida, pátria, pária, parto, porto, proferir

Ateu Poeta
19/05/2015
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.