segunda-feira, 22 de junho de 2015

ALVORADA DE VULCÕES

ALVORADA DE VULCÕES

Tuas curvas são circuitos circulares
Curtas curas
Crimes solares
 Prazeres ocultos

Cultos oculares
Maresia de marés
Mil mares
 Alvoradas vorazes de vivazes vulcões

Moradias luminares de Moros e Ogum
Desir de colibris
Dejavu das flores
Cada sonho que há devir

Químicas quimeras alquimistas querendo as maçãs de Idun
Místicos mistérios de meras megeras da ilusão de um ibarium

Ateu Poeta
22/06/2015
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.