quinta-feira, 18 de junho de 2015

SOBRE JAZZ E BLUES

SOBRE JAZZ E BLUES

Operações opressoras
Aparatos portáteis por todo lado
Querelas do querer perfuram paz e porto
Quartzos do quem dera

Quarks que quebram qualquer querubim
As folhas em branco em preencho com sangue
As garras do lobo se afiam com afinco
Conforme os desafios e desafetos

Sobretudo nos dialetos pró-escorpião
Cada coelho em sua toca sem quimeras
O mosquito sem mosquete toca lorotas no sopro do dragão 
É preciso pugnar para purgar a pulga fugaz

Quando os ladrões se amparam na lei
A verdade aqui jaz

Ateu Poeta
18/06/2015
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.