domingo, 5 de julho de 2015

CHORA PANDEIRO


CHORA PANDEIRO

Sou solteiro, Brasileiro
Não bebo nem fumo
Não canto, mas danço ligeiro
E jamais jogarei por dinheiro

Quem dera não ter paradeiro
Sumir por aí o ano inteiro
Em quimeras mil me aventurar
Fazendo chorar o pandeiro

Não espere, venha pra cá
Para o sol do meu Ceará
Três climas para testar
Arrebol bem no seio do mar

Litoral, serra e sertão
Não há tsunami nem tornado
Mas praia, duna e cerração
E do peito brota a canção

Ateu Poeta
05/07/2015
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.