quarta-feira, 26 de agosto de 2015

NEGÓCIOS DA CHINA

NEGÓCIOS DA CHINA

É tua a lua que esconde a rua
Há onda ainda?
Aonde anda?
Trôpegos tópicos tropicais

Se caem no cais
Corais
Coroas, corolas, carolas
Carnavais

Carruagens se curvam
Securas se curam
Em notas de rodapés 
Lágrimas escorrem

Córregos correm, infindos igarapés
Sacis-Pererês e o gordo da Coca
Não explicam porquês
Duende-barrete

Barril e porrete
Negócios da China
Quando o capitalismo ruir
E o mundo não souber mais sorrir

O lirismo morará
No limiar de aforismos
Abismo dos teus olhos
Doce caos do teu mar

Ateu Poeta
26/08/2015
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.