Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

O SÓSIA CAP 11: RAINHA E REI

O SÓSIA CAP 11: RAINHA E REI


Enquanto Natasha fazia perguntas e mais perguntas, Ramiro por um instante olhou-a nos olhos e emudeceu, ela era mais linda do que qualquer mulher que já vira, mesmo na TV, seu olhos pareciam um par de safiras e aquele azul hipnotizou o Papa que já não escutava nada.

Um buraco é feito rapidamente no vidro da sala de interrogatórios pelo lado de fora e uma lata de refrigerante é jogada através da abertura.

_É uma bomba!_Gritou Natasha, mas antes de qualquer reação ela, Ramiro e todos os objetos dali foram jogados com furor contra a parede. Ambos caíram desacordados.

Dois segundos após a explosão islâmicos adentraram a sala de metralhadoras em punho. Quando Natasha abriu um dos olhos, balas saíam do teto e acertavam a testa de cada islâmico ali presente.


Natasha levanta ainda zonza e percebe Ramiro ainda estirado no chão, não havia sinal algum de batimento cardíaco. Ela iniciou um processo de massagem cardíaca e de ressuscitação e fez respiração boca a boca.

_Acorda, seu babaca!_Gritava com muita raiva.
_Você não pode beijar a boca do Papa durante o voto de castidade._Falou Ramiro de zoação. Natasha estirou a mão direita para dar-lhe uma bofetada na cara mas ele segurou-lhe os pulsos e jogou-a de lado e com um rápido movimento de quadril deitou-se em cima dela e olhou-a nos olhos profundamente.
_Um dia eu serei o rei do mundo e você será a minha rainha._ Ele aproximou o rosto do rosto da russa, que fechou os olhos esperando um beijo que não se concretizou. Ramiro apenas levantou -se rapidamente estendeu os braços para levantá-la.

De repente outras latas são jogadas na sala e Ramiro se assusta e sai correndo para trás da mesa de aço que estava retorcida mas ainda inteira. Do chão saiu um androide de uns 30 centímetro que se atirou sobre uma das bombas e a envolveu. Outros androides iguais envolveram cada uma das cerca de 50 bombas arremessadas.

Ouvia-se as explosões mas nenhum estilhaço fora lançado. Os androides se juntaram em grupos de 5 e se fundiram em 10 androides de  mais ou menos um metro e meio e pularam quebrando o resto do espelho blindado como se fosse de vidro comum.

Do lado de lá jihadistas com explosivos na cintura não tinham tempo de acioná-los pois os androides supervelozes ejetavam lâminas da palma da mão decepando os dois braços de cada homem-bomba em milésimos de segundo.

Ramiro estava boquiaberto e ficou ainda mais quando os androides chamaram outros do solo e se fundiram formando uma espécie de Toyota-troller com diversos armamentos antiaéreos e em seguida mais androides surgiram e se fundiram aos corpos de Natasha e Ramiro formando duas armaduras leves, confortáveis e completamente impenetráveis.

Ramiro sentiu-se um power ranger de algum mangá futurista onde a própria luz do Sol criara novos Sharivans.

_Que espécie de rei deixa a sua rainha para trás?_ Brincou a russa com um sorriso hirônico, talvez o segundo sorriso que dera em toda a sua vida.

Ramiro estava atordoado com tudo aquilo, permanecia impassível enquanto Natasha estrava no carro e a sala inteira tomava um novo formato. Que outras tecnologias a Rússia enconde do mundo? Pensou. Será que o Japão já está além disso? Dominar o mundo está parecendo uma tarefa mais árdua a cada dia.

Ateu Poeta
30/11/2015

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

O SÓSIA CAP 10: GRANADA DE SOM

O SÓSIA 
CAP 10: GRANADA DE SOM

Os cachorros corriam famintos para cima do Papa e dos seu batalhão, mas um instante depois ouve uma imensa explosão e todos caíram surdos no chão se debatendo. 

Os cães, por terem uma audição de longe maior que a humana, sentiram muito mais o impacto e com a dor tremenda vomitaram e desmaiaram e seguida. 

Os homens, por sua vez, ficaram todos surdos e atordoados. Quando o zunido ensaiava passar de vez uma segunda explosão invadiu o local e todos caíram se debatendo. 

Quando todos abriram bem os olhos para saber o que acontecia, viram uma loira com uma granada na mão. Após a loira lançar a granada tudo ficou branco e todos ficaram cegos por um longo tempo.

_Onde estou?_Perguntou o Papa quando a enorme claridade passara sem se dar conta que havia se passado dois dias.
_Em uma sala de interrogatórios russa._Respondia uma loira que o Papa já havia visto. Ele ficou olhando para ver se a reconhecia e lembrou.
_Eu lembro muito bem de você, Papa. Você é Ramiro...
_O que aconteceu? Você soltou umas granadas...
_De som_ respondeu a moça_ depois que todos ficaram atordoados soltei outra e em seguida uma granada de luz, daí você acordou agora aqui após dois dias. Eu sou aquela loira que você viu na academia, Ramiro. Meu nome é Natasha, sou da inteligência russa e descobri o seu esquema de sósias para dominar o mundo, mas infelizmente preciso da sua ajuda do combate ao seu inimigo Ali que acaba de se juntar oficialmente ao Estado Islâmico, juntos eles atacaram a França, a Mali, o Brasil e o próximo alvo são os Estados Unidos e a própria Rússia.
_Granada de som... Essa granada de som de certo modo me salvou. Antes eu escapei da morte por acaso, quando recebi uma chamada e saí da reunião um pouco antes de Ali e descobri que ele e seu aliado Luís possuíam planos para eliminar todos os meus sósias e tomar conta de tudo.
_Mas ele não sabia que você tem outros grupos de sósias em paralelo...
_Como sabe?
_A inteligência russa descobriu. Todos os seus agentes já se aliaram a nós. Mas, todos eles só irão para combate ao seu comando e eu sei que você está com um grande desejo de vingança...
_Sim. A única certeza que não tenho é se minha audição ainda será a mesma depois daquelas granadas._Por um leve e raro instante na vida a agente Natasha sorriu.


Ateu Poeta
20/11/2015

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

MONÓLITO ONÍRICO

MONÓLITO ONÍRICO

Fruir o figo
Onírico frugal 
Sinergia calcinante
Monólito dactílico

Na esplanada delirante
Do recôndito recôncavo 
Nesga esfera sem claraboia 
Capcioso paralogismo

Interlúdio das eras
Aparato in natura
Cítara suprema de neutrinos
Nomo do ciclo limiar

Hexâmetro de nêutrons
Pentagrama nomos nômade milenar

Ateu Poeta
15/11/2015
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.