Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

domingo, 4 de setembro de 2016

CAVERNA PÓS-MODERNA

CAVERNA PÓS-MODERNA

Longe de tudo
Esquecendo o mundo
Por um segundo fora do ar

Voltar à caverna
Pós-moderna
Eu preciso disso pra me libertar

Já é primavera
Quem me dera
Ainda saber sonhar

Por um instante
O mais radiante diamante
É se encontrar

Inútil guarida
Sem saída
Pois esta vida irá acabar

Rápido ou lento
Como o vento
O talento do tempo é sempre passar

Todo inferno
É interno
O desejo do homem é poder voar

Ir a diante
O mais distante
Navegante, atravessar o mar

Ofegante, delirante
Perante Dante
Jamais se entregar

Ser poeta
Arqueiro de mira reta
 Ter uma causa para amar

Trajando terno
No inverno eterno
O meu coração irá congelar

Na grande estação
A mesma canção
Sem distinção irá tocar

Radiação, combustão
O que veio da explosão
Um dia apagará

Ateu Poeta
04/09/2016