quarta-feira, 26 de outubro de 2016

A REPÚBLICA DOS RATOS

A REPÚBLICA DOS RATOS

Estamos sob fogo cruzado
E sem guia nessa escuridão
As balas saem de todos os lados
Tudo atrelado à torta opinião

Não tem como não escolher um lado
Sendo esmagado por mais uma lei ilegal
Quem nos governa além de estupidez
Ostenta a suprema face do mal

De golpe em golpe
A liberdade a galope
Perde-se-á em veloz gole tenaz
Temer-se-á apenas o próprio medo

O jeito é não render-se jamais
A luta se fará enquanto é cedo
Porque depois torna-se-á banal
Quando for tarde demais

Estudantes ocupam milhares de escolas
Dando exemplo de conscientização
Democracia não se faz dando esmolas
Nem cheirando cola com a miséria na mão

A fome já bateu na sacola
A morte chamar-se-á PEC 241
Sem a menor sombra de sorte
Ou de norte para brasileiro algum

Batuquem o quanto puderem
O Vampiro é inimigo do sol
Que nasce para todos
Do ocaso fazer-se-à arrebol

Vamos combater a hipocrisia
Não à escola sem partido
Não à grande recessão
Precisamos de investimentos

Em saúde e em educação
Não à reforma fraudulenta
Deformadora do Ensino Médio nacional
A nossa justiça é injusta, comprada e lenta

Violenta: prende inocentes e aos  culpados inocenta
Moro, Cunha, Temer, Calheiros
Merecem muitos anos de prisão
Pois rasgam sem dó a nossa Constituição

Cada um deles será para sempre rival
O povo contra a Midiocracia
Uma hora deve se rebelar
Porque a pressão nos grilhões irá aumentar

O Brasil virou a República dos Ratos
Eles não cansam de surpreender
Desde ator pornô
Até a Máfia no poder

Ministério do Queijo Suíço
Dinheiro em paraísos fiscais
Fatiam os nossos direitos
Direitistas, fascistas radicais

Qual deles não está na lista
Do roubo da merenda ao tráfico de drogas?
Rogar-se-á para as religiões
Qual será o mais vigarista?

Para isso há que fazer eleição
Mas, sob ditadura “intervencionista”
A urna nuca terá razão
Artistas cantam contra os traidores

Patos, coxinhas, globistas e infratores
Raposas, coiotes, lobistas
Com rabo preso
Nenhum tucano engaiolado

PMDB aposta na privataria
Daqui a pouco vendem as estatais
Universidades públicas fecharão
Filho de pobre doutor? Nunca mais!

Os golpistas querem o Brasil quebrado
O caos é o seu cais
Cada um com seu avião
Cada vez mais desiguais

Ateu Poeta
26/10/2016
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.