segunda-feira, 10 de outubro de 2016

CHACAIS ACHACADORES

CHACAIS ACHACADORES

Vocês querem o padrão
Que quebra o meu país
O estrangeiro é o patrão
Batem no povo com cabeças-de-lata

Cada chefão é um mero primata
Que mata na rebelião
Após a carnificina ingrata
Vem a redenção

A absolvição
É amiga da convensão
Amante da corrupção
Pare a procrastinação

A miséria
A alienação
A promiscuidade partidária
E a impunidade diária

Os lobos lobistas
Ladram na cidade
Chacais achacadores
Adulteram a mocidade

São marginais, escorpiões
Com toda a leviandade
Brasília é o achacadouro
Ilha da prevaricação

Onde mora a quadrilha
Que aprimora a cartilha
Da golpibilidade temerária
Que a tudo falsificará

Fazer-se-á farsa maior?
Que este domínio-dominó-vigarista?
Está todos na lista
De um futuro xilindró

Ateu Poeta
11/10/2016
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.