Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

O EVEREST NO ARREBOL

O EVEREST NO ARREBOL

Todos temos sonhos
Com estrelas ou com o mar
Novos horizontes
Irão lhe guiar

Não haverá saída 
Quando o mundo desabar
Passagem só de ida
Você tem que voar

A guarida é acreditar
Em si
E tentar
Tocar em fá e si

Se cair
Levantar
Você vai conseguir
Vale à pena arriscar

A vida não está no ar
Só para maltratar
Trinque os dentes
Quando precisar

Empine o nariz
Tape os ouvidos
Para cantar
Seja feliz

O seu próprio juiz
Se necessário, olvidar
Não sangre mais 
Pelo que passou

O passado ensina
Mas, a sina
Acabou
De passar

Está na hora de partir
Viajar
Ir aonde
Desejar

A onda pode lhe afogar
Mas, se você souber nadar
Sempre poderá
Escapar

Aprenda o que precisar
Não se prenda
Nem se arrependa
Sob o Sol

Até içar
O seu próprio arrebol
Vá caçar por aí
Até alcançar

O Everest da paixão
No limite da razão
Deixe de imitar
E crie seu próprio jargão

Faça o seu caminho
Até não poder mais
Arranque os espinhos
E os deixe para trás

Exploda as pedras
Faça delas seu vagão
Nunca se renda
A nenhum coração

Nem ao seu
A vitória não se faz
Ao se render
Invente novas formas

De vencer
Quebre as formas
As regras
Que deformam

Que algum dia
A paz
Irá aparecer
Só você pode tecer

Vá lá e faça acontecer
Até um dia novo amanhecer
Tente de novo, porque
Ninguém nasceu pra sofrer

Ateu Poeta
26/01/2017