domingo, 20 de maio de 2012

VÉRTICE CONTINENTAL




VÉRTICE CONTINENTAL

Certas coisas não se deve liberar
Outras nem adianta proibir
Os que sentem prazer no perigo burlam a lei por desafio
Ou se tornam heróis de brio

A cultura é que molda o ser
O efeito iceberg implanta a máscara folclórica
O Estado é uma fantasia alegórica
Arma categórica do poder bélico

Cada figura histórica foi uma construção teatral
Qual a missão vertical que primazia a liberdade social?
Terror espectral é implantado com maestria no cidadão
Difícil encontrar o rival frente à falsidade de um ombro amigo

A continência lateral não faz sentido
Lavagem-cerebral é um dever cumprido

ATEU POETA
3:17
20/05/2012