quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

A BAILARINA


 A BAILARINA

Só tu sabes as dores que o belo traz
Um dançante por trás te levantas
Doce elo com o ar 
A tua estrela a brilhar

Sem às na manga
Sobrevoas e encantas
Acalantas a platéia 
Capaz de enobrecer alcateias

Aplausos clamam por mais
Rodopios, giros e saltos
Ninguém sabe da tua garganta
O grito suprimido

Os calos que calas para aperfeiçoar a arte
Faz parte o bem atuar

ATEU POETA
O HISTORIADOR DE PACOTI
05/12/2012